Trator movido a metano produzido em série pela New Holland vence o prêmio Trator Sustentável do Ano

New Holland/Divulgação

Modelo T6 Methane Power, que está sendo testado aqui no Brasil, foi premiado durante a EIMA Internacional, que ocorre na Itália

A New Holland Agriculture, marca da CNH Industrial, foi a grande vencedora na categoria Trator Sustentável do Ano, com o primeiro trator movido a metano produzido em série no mundo, o T6 Methane Power, que inclusive está sendo testado aqui no Brasil. O prêmio foi concedido pelo júri do Trator do Ano 2022 durante a EIMA Internacional, feira mundial que expõe novidades em máquinas agrícolas. O evento ocorre de 19 a 23 de outubro em Bolonha, na Itália.

O júri foi composto pelos principais jornalistas de equipamentos agrícolas de toda a Europa e escolheu o trator de produção T6 Methane Power entre os tratores pré-selecionados em três categorias principais. O T6 Methane Power Concept também venceu o mesmo prêmio em 2019, durante a feira Agritechnica, na Alemanha. Naquela época, tratava-se apenas de conceito em fase de testes.

“Estamos muito orgulhosos de receber este prêmio de Trator Sustentável do Ano novamente, mas agora pelo nosso trator de produção. Este é o ápice de um trabalho pioneiro da New Holland no uso de combustíveis alternativos por meio de nossa estratégia de Líder em Energia Limpa e é um passo significativo no caminho para a descarbonização da agricultura. Este prêmio é um reconhecimento bem merecido pelo trabalho árduo e dedicação de todos os envolvidos no desenvolvimento da série de tratores T6.180 Methane Power, de nossas equipes de engenharia e de toda a equipe da planta de Basildon”, afirmou Carlo Lambro, presidente da New Holland.

O T6 Methane Power está em exibição na EIMA em uma área do estande dedicada às soluções Energy Independent FarmSM da New Holland para destacar as muitas vantagens do trator e como ele pode beneficiar a operação e a lucratividade dos produtores.


“O trator T6 Methane Power que apresentamos aqui na EIMA é a nossa unidade de produção e essa tecnologia está disponível para nossos clientes agora. Com as vantagens econômicas e práticas que traz, ainda mais potencializado com o uso do biometano, esperamos despertar o interesse dos operadores e fornecedores de usinas de biogás, e também dos produtores rurais com acesso à rede de gás. Os municípios também estão demonstrando interesse em adicionar este trator às suas frotas de veículos a gás natural comprimido, para reduzir ainda mais a pegada de carbono”, diz Oscar Baroncelli, chefe de Gestão de Produtos de Trator.

A New Holland está produzindo o trator movido a metano em série na fábrica de tratores de Basildon, na Inglaterra, e com unidades atualmente sendo testadas por agricultores em todos os mercados europeus.

Desde 2006, quando a New Holland lançou sua estratégia de Líder em Energia Limpa, seguida pelo lançamento em 2013 do primeiro protótipo de trator da série T6 movido a metano, a marca tem repetidamente enfatizado seu compromisso de cumprir suas metas ambientais e contribuir para a redução de CO2. Apresentado pela primeira vez em 2017 e lançado oficialmente dois anos depois, o T6.180 Methane Power possui motor FPT NEF reprojetado de seis cilindros, produzindo 175hp como seu equivalente a diesel. Os injetores de gás e as velas de ignição substituem o injetor de diesel, com o gás injetado em cada cilindro para uma combustão constante, limpa e maximizada.

Em comparação com os limites permitidos pelas regras de emissões do Estágio V da UE, as emissões de monóxido de carbono do T6.180 movido a metano são 80% mais baixas, enquanto o nível de hidrocarbonetos não metano é reduzido em 90%. Os materiais particulados diminuíram 98%, o óxido nitroso 62% e o CO2, 11%. No entanto, o T6.180 Methane Power tem a mesma potência máxima de 175 hp que seu primo convencional e produz torque máximo de 740Nm. Os custos de operação são até 30% mais baixos, e com menor vibração.


Em outros quesitos, o trator se assemelha ao seu equivalente movido a diesel, mas a principal mudança está na substituição dos tanques de combustível por uma combinação de dez tanques dispostos ao redor do centro do chassi. A unidade de 'extensor de autonomia' montada na frente pode ser substituída por um levantador hidráulico frontal e PTO se necessário ou removida para trabalho de carregadeira. Com 453 litros de capacidade de gás, equivalente a 79kgs, o trator tem combustível suficiente para cerca de oito horas de transporte rodoviário ou trabalho de tomada de força, chegando a 14 horas para operar algo como um alimentador de gado.

“O que surpreende os clientes é a potência e o torque iguais ao do diesel. O reabastecimento é simples e muito semelhante ao processo de abastecimento de um carro ou caminhão movido a GNV”, afirma Mark Howell, gerente de produtos globais de combustíveis alternativos da New Holland. “Não leva mais tempo do que reabastecer o tanque de diesel de um trator convencional e é um processo mais limpo, sem chance de derramamentos. O benefício do metano como combustível é que ele pode criar um sistema de energia circular. Quando queimado em circunstâncias controladas em um motor como o T6.180 Methane Power, os subprodutos são dióxido de carbono e água. Quando você considera o CO2 liberado na criação do combustível, não apenas nosso cliente se beneficia da redução de 11% de CO2 no tubo de escapamento, mas também pode se beneficiar da fonte do combustível. Ao usar metano produzido a partir de uma usina de biogás com uma mistura de resíduos, os clientes podem obter carbono neutro, mas quando o metano é coletado diretamente de uma lagoa de dejetos, não apenas as emissões de metano são impedidas de escapar para a atmosfera quando está sendo usado em vez de um combustível fóssil, trazendo um benefício duplo na economia de CO2”, completa.

Segundo Howell, as fazendas podem se tornar não apenas produtoras de alimentos, mas também fontes de combustível, e os tratores movidos a metano são os facilitadores desse processo circular. “Produtos residuais, como esterco de gado, de repente se tornam valiosas fontes de combustível. O metano é mais limpo de manusear ao reabastecer e durante a combustão no motor. É um combustível prontamente disponível e isso permite que nossos clientes comecem a se mexer para reduzir seu CO2 hoje, em vez de esperar por outros combustíveis que podem ou não vir no futuro.”

FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários