Estrela das Estradas


Casas Scania

IVECO A gente nao para

Produção de caminhões recua 7,7% em setembro

Volvo/Divulgação

Queda na produção de caminhões é confirmada pelo balanço oficial da Anfavea

Impactada diretamente pela crescente falta de insumos (semicondutores) na cadeia produtiva, a indústria brasileira de caminhões encerrou o mês de agosto, registrando um leve recuo.

"Nunca havíamos tido tanta dificuldade em enxergar o cenário em curto prazo na indústria automotiva. As incertezas para garantir a produção de veículos é grande com a crise de fornecimento global. Estamos presenciando uma procura por parte dos consumidores para compra de novos produtos, mas não temos unidades para atender à demanda", explicou Luiz Carlos Moraes, Presidente da ANFAVEA.


De acordo com o balanço oficial da entidade, somente no mês de setembro, 13,8 mil caminhões foram produzidos em todo o país, recuo de 7,7% em relação ao mês anterior, agosto, quando foram montados 15 mil exemplares. Entretanto, em relação a setembro de 2020, quando a indústria foi responsável pela produção de 9,4 mil caminhões, o crescimento neste ano atingiu marca de 46,5%.

Já no acumulado do ano, 118,3 mil caminhões foram produzidos em todo o país de janeiro a setembro, crescimento de 104% em relação ao mesmo período de 2020, quando 58,1 mil unidades foram produzidas.

Confira na íntegra o balanço da Anfavea: CLIQUE AQUI


Postar um comentário

0 Comentários