IVECO A gente nao para

Sobe para 13 o número de estados com protestos de caminhoneiros em rodovias federais

Reprodução/Twitter

Novos pontos de manifestação de caminhoneiros foram confirmados pelo Ministério da Infraestrutura e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF)

O número de pontos de manifestações e paralisações de caminhoneiros em rodovias federais segue crescendo a cada hora nesta quarta-feira, 8 de setembro. Segundo novo comunicado do Ministério da Infraestrutura, foram registrados pontos de concentração em rodovias federais em 16 estados, sendo 13 com abordagem a veículos de cargas.

Publicado agora a pouco nas redes sociais, mais precisamente às 23h16, a nota da pasta informa manifestações nos estados Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia. Maranhão, Roraima, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Pará. Os locais são confirmados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Favoráveis ao Governo do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, os atos são marcados pela presença de faixas a favor da democracia, bandeiras do Brasil e questionamentos contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional.


Mais cedo, o próprio MInfra já havia confirmado a atuação de equipes da PRF nos pontos de manifestações para garantir o fluxo livre ainda nesta quarta-feira. A expectativa inicial era de que as manifestações se encerrassem até às 23h59 de hoje. 

Também na noite desta quarta-feira (8), a Justiça Federal de Santa Catarina, estado que registra o maior número de pontos de paralisação, concedeu duas liminares impedindo os protestos nas BRs 116 e 101. As liminares estabelecem multas de diárias de R$ 10 mil a R$ 50 mil e autorizam o uso da força para desobstrução das vias.


Confira na íntegra o comunicado do MInfra: CLIQUE AQUI

Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários