Estrela das Estradas


Casas Scania

IVECO A gente nao para

Do L 312 ao Novo Actros: Mercedes-Benz completa 65 anos de história e sucesso no Brasil

Mercedes-Benz/Divulgação

Marca ocupa posição de destaque no desenvolvimento tecnológico de caminhões cada vez mais eficientes, conectados, confortáveis e seguros

A Mercedes-Benz, marca que há mais tempo produz veículo comerciais no país, celebra neste mês, mais precisamente amanhã, 28 de setembro, 65 anos de história e sucesso no Brasil. Principal parceira de trabalho dos caminhoneiros e transportadores, a montadora vem se destacando no período pelo propósito de conhecer profundamente a realidade do setor. Assim, ao longo da história, a marca sempre trouxe ao mercado grandes novidades e inovadoras tecnologias de dirigibilidade, conforto e segurança, como o primeiro caminhão que freia sozinho e o primeiro modelo autônomo a entrar em uma operação regular.

O caminhão Mercedes-Benz, aliás, sempre esteve na linha de frente na evolução do setor. Foi o primeiro a ser fabricado no País (o pioneiro L 312, o “Torpedo”, de 1956), o primeiro movido a diesel (conceito trazido ao Brasil pela própria marca) e o primeiro a apresentar o motor com gerenciamento eletrônico (em 1998), introduzindo tecnologias que pudessem trazer a melhor relação custo e benefício para o transportador. E, na grande transformação tecnológica, a Mercedes-Benz foi a primeira fabricante de veículos comerciais a trazer para sua estratégia o conceito 4.0 de produção, veículos e serviços, representado pelo inovador Novo Actros, o caminhão mais inteligente, eficiente, digital, conectado e seguro do Brasil.


Protagonismo na história do transporte brasileiro
“Desde que a Mercedes-Benz chegou ao País, nossos caminhões sempre foram protagonistas na história do transporte de cargas. Eles são referência há quase 65 anos para o mercado”, ressalta o executivo. “E seguem evoluindo em tecnologia, desempenho, eficiência, consumo, segurança, sustentabilidade e conectividade, como demonstra o Novo Actros, que traz novas tendências para o segmento. Ou seja, transportadores e autônomos sempre puderam e podem continuar contando com os nossos caminhões para trabalhar com a produtividade desejada, com ótimo custo operacional e rentabilidade para os seus negócios”.

Com o propósito de entender as características regionais, as culturas locais e as expectativas dos mais diversos clientes, a marca é referência no desenvolvimento de soluções específicas para as atividades de seus clientes. “Essa imagem está cada vez mais forte a partir do compromisso ‘As estradas falam e a Mercedes-Benz ouve cada voz’”, afirma Leoncini.

O resultado é a oferta do portfólio mais completo do País, formado pelas famílias Accelo (dos segmentos de leves e médios), Atego (médios e semipesados), Axor e Novo Actros (extrapesados). Complementado ainda pelos furgões Sprinter e o Sprinter Truck, da categoria de Large Vans do segmento de veículos comerciais leves.

Mercedes-Benz/Divulgação

Força, robustez, durabilidade e sustentabilidade
Reconhecidos historicamente no mercado pela força, robustez e durabilidade, os caminhões Mercedes-Benz trouxeram inúmeras inovações para o País, como os motores Blue Tec 5 e o Mercedes PowerShift, câmbio automatizado sem pedal de embreagem.

Pioneira na introdução do motor a diesel no Brasil, a Mercedes-Benz também é referência na evolução em termos de sustentabilidade. O L 1111 de 1964, por exemplo, um caminhão para 11 toneladas de PBT, emitia cerca de 15 kg de CO2 por tonelada de carga líquida transportada a cada 100 km. Com o Novo Actros para 74 toneladas de PBTC esse índice é de 3 kg de CO2 por tonelada transportada, ou seja, a emissão foi reduzida em cinco vezes ao longo dessas décadas e segue em constante evolução. 

“Investir em projetos de redução de CO2 faz parte estratégia global de sustentabilidade da Mercedes-Benz do Brasil. Para nós, apresentar caminhos de inovação e extrair o melhor que podemos de cada alternativa é o que nos move. Acreditamos no alto potencial de redução de emissões com motores diesel muito mais modernos e eficientes e em multisoluções”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

O Novo Actros também prioriza o lado financeiro dos transportadores. Prova disso é entrega de uma redução de até 12% no consumo de combustível em relação a versão anterior.


Direção confortável e bem-estar a bordo
Os 65 anos de história da Mercedes-Benz no Brasil também foram marcados por uma significativa evolução tecnológica, responsável por aprimorar a vida a bordo. Hoje, os caminhões da marca contam com painéis que trazem diversas informações que ajudam a obter o melhor desempenho e eficiência. Piloto automático, computador de bordo e elementos como a faixa verde de rotação no painel contribuem para maior economia.

Já o Novo Actros elevou o patamar de tecnologia desses comandos com a introdução de painéis digitais por touch, conectividade, espelhamento de celular e carregamento de celular por indução, otimizando a comunicação do motorista com a empresa de transporte, a operação logística e o cliente final, além de facilitar seus contatos pessoais e familiares. Modernos sistemas de ar condicionado ou de climatização, bancos mais confortáveis, com a opção de banco pneumático, completam a lista de atributos que estão presentes nos extrapesados e em outros modelos do portfólio.

Mercedes-Benz/Divulgação
Evolução em segurança
Elevados padrões de segurança também sempre fizeram parte dos princípios da marca em todo o mundo. No Brasil, a marca foi a primeira a introduzir freios ABS (em 1981), o exclusivo freio-motor auxiliar Top Brake (1993) e freios a disco (1998), além de diversos outros sistemas.

Atualmente todo o portfólio de caminhões da marca contam com Top Brake, ABS e tecnologias como ASR e EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem). Além disso, o retarder é oferecido como opcional para os modelos Axor e Novo Actros.

E por falar em Novo Actros, o mais recente extrapesado da marca trouxe para o Brasil inéditas tecnologias de segurança ativa que evitam acidentes e protegem vidas, consagrando-o como o caminhão mais seguro do país. São elas, a 5ª e atual geração do Assistente Ativo de Frenagem (ABA 5), o Assistente de Ponto Cego, o Assistente de Fadiga e o Programa Eletrônico de Estabilidade, ESP. A esses sistemas somam-se itens exclusivos já disponíveis anteriormente, como Controle de Proximidade, Assistente de Faixa de Rolagem, faróis e limpadores de para-brisa automáticos.

“O Novo Actros é o único caminhão do mercado brasileiro que freia sozinho quando identifica pedestres à sua frente”, lembra Roberto Leoncini. “Isso comprova que estamos avançados quando o tema é segurança ativa, ou seja, preservar a vida, o caminhão, a carga e as demais pessoas e veículos nas vias. Com tecnologias exclusivas e inéditas, baseadas em radar, sensores, câmeras e outros recursos, trouxemos para o Brasil sistemas que até já estão presentes no caminhão autônomo do futuro”.

O Novo Actros também se destaca como o primeiro caminhão sem retrovisor externo da América Latina, o MirrorCam, composto por câmeras que oferecem melhor visibilidade ao redor do caminhão e do implemento, inclusive à noite, oferecendo mais segurança para o motorista, veículo, carga, tráfego e pessoas na via.

Mercedes-Benz/Divulgação
Primeiro autônomo em operação regular
Tendo a inovação como uma das principais premissas, a Mercedes-Benz se consagrou como a primeira montadora do país a desenvolver e colocar em uma operação diária regular  um caminhão com direção autônoma, o extrapesado Axor 3131.

Resultado de uma parceria exclusiva com a Grunner, empresa de tecnologia para o campo, o modelo fora de estrada opera 24 horas por dia na colheita da cana-de-açúcar. A parceria também resultou na criação do MB Atego 2730 com direção autônoma, ampliando a oferta de produtos para os clientes.


Fatos marcantes da história no Brasil

Postar um comentário

0 Comentários