Estrela das Estradas


Casas Scania

IVECO A gente nao para

Caminhões IVECO Tector de 9 e 11 toneladas ganham edição limitada RTE Rodonaves

Rodonaves/Divulgação

Com 40 unidades disponíveis, o veículo personalizado homenageia as quatro décadas de história da RTE Rodonaves

A Rodonaves Caminhões IVECO, uma das maiores concessionárias em volume de vendas no Brasil, anunciou neste mês de setembro, o lançamento de uma versão exclusiva dos caminhões IVECO Tector 9-190 e 11.190. Limitada em apenas 40 unidades, a edição celebra as quatro décadas de história da RTE Rodonaves, completos em novembro de 2020.

Totalmente personalizados, os exemplares contam com selos de 40 anos da RTE Rodonaves, com adesivagem no baú, traseira, defletor e quebra-sol. Além disso, todos os caminhões saem implementados com baú, documentação grátis e dois anos de seguro pela Rodonaves Seguros. Ainda segundo a concessionária, os clientes que adquirirem uma das 40 unidades receberão uma mensagem personalizada de João Naves, fundador e presidente do Grupo Rodonaves, e uma miniatura do IVECO Tector.


“Essa parceria da RTE Rodonaves com a Rodonaves Caminhões IVECO é de grande importância para o crescimento das empresas. Estamos muito satisfeitos em poder lançar um caminhão personalizado que vai colaborar com ainda mais agilidade e produtividade em nossas entregas, garantindo serviço de excelência”, comenta Mateus Naves, diretor da Rodonaves Caminhões IVECO e membro do conselho do Grupo Rodonaves.

Para João Naves, a ação em comemoração ao aniversário da companhia traz muito orgulho. “Sempre buscamos entregar um trabalho de qualidade para nossos clientes e parceiros e acreditamos que esta dedicação e comprometimento da Família Rodonaves são alguns dos motivos para chegarmos até aqui”, finaliza o fundador.

Atualmente os caminhões IVECO de 9 e 11 toneladas oferecem como diferenciais, maior visibilidade da categoria, baixo consumo de combustível, câmbio integrado ao painel, motor de 190 cv e tração 4x2, atributos que asseguram alta performance, agilidade, economia e menor fadiga aos motoristas.


Postar um comentário

0 Comentários