Publicidade

Raízen recebe 210 caminhões Volvo FH e FMX

Volvo/Divulgação

Nova frota de caminhões Volvo será empregada na colheita de cana-de-açúcar durante a safra 21/22

Com o objetivo de incrementar as operações de colheita de cana-de-açúcar em São Paulo e no Mato Grosso do Sul, a Raízen, referência global em bioenergia e player nº 1 na produção e comercialização de açúcar, acaba de receber 210 caminhões Volvo FH e FMX, todos com plano de manutenção Ouro.

Divididos entre locadoras e operadores logísticos, os novos caminhões irão atuar no transporte de cana picada durante a safra 21/22, entre as áreas de transbordo na lavoura e os locais de moagem, dentro das instalações das usinas.

“O negócio com a Raízen sela uma parceria de sucesso. Estamos somando o desempenho e a avançada tecnologia presentes em nossos veículos com a força e a expertise de um gigante do setor sucroalcooleiro”, declara Alcides Cavalcanti, diretor executivo de caminhões da Volvo no Brasil. “Buscamos nos mais diversos parceiros o que há de mais inovador no mercado e os estimulamos com o intuito de maximizarmos sinergias complementares ao negócio, uma vez que cada fornecedor da Raízen também é parte fundamental em toda a cadeia produtiva e um parceiro estratégico dentro da nossa jornada”, afirma Henrique Nakamura, diretor de suprimentos da Raízen.

Dentre os fatores que contribuíram para a escolha dos caminhões Volvo, está o conceito de Custo Total de Propriedade (Total Cost of Ownership), que leva em consideração todos os custos relacionados ao produto em sua vida útil. Atualmente, os modelos da marca são reconhecidos no mercado pelo melhor TCO. O negócio ainda contou com o apoio da Volvo Financial Services Brasil, a divisão do Grupo Volvo que oferece várias soluções financeiras no mercado local.


Presença marcante no segmento vocacional
Para a Volvo, o negócio concretizado com a Raízen reforça a posição de liderança da montadora no segmento vocacional. Atualmente, a marca conta com um portfólio completo de soluções que atendem as operações mais severas, inclusive no setor sucroalcooleiro. Presentes em todo o ciclo do setor de álcool e açúcar, desde o plantio até o processamento, os caminhões Volvo se destacam pela robustez, torque elevado, baixo consumo de combustível, alta produtividade, disponibilidade e grande capacidade de carga.

“As necessidades de transporte e a logística do setor sucroalcooleiro são complexas. Existem várias aplicações, cada qual com suas peculiaridades. Os modelos Volvo possibilitam diferentes especificações que, combinadas, atendem todas as necessidades”, afirma Cavalcanti. A composição (caminhão + implemento) depende do tipo de cana-de-açúcar transportada (picada ou inteira) e da estrada onde vai trafegar. A escolha correta do modelo para cada tarefa é fundamental para obter o melhor desempenho do veículo, garantir maior produtividade e aumentar a rentabilidade da empresa.

Volvo/Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários