Publicidade

Mercado de caminhões seminovos cresce 14% no primeiro bimestre

Nilson Caminhões

Ritmo positivo do segmento de seminovos é confirmado pela Fenabrave

O mercado brasileiro de caminhões seminovos encerrou o bimestre de 2021 aquecido. O ritmo positivo é confirmado pelo relatório da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

De acordo com o balanço oficial da entidade, 57.819 caminhões foram comercializados em janeiro e fevereiro de 2021, crescimento de 14,71% em relação ao primeiro bimestre de 2020, quando foram comercializados 50.404 modelos.

Somente no mês de fevereiro, 30.926 caminhões seminovos foram vendidos em todo o Brasil, alta de 15% em relação a janeiro, quando foram comercializadas 26.893 unidades, e crescimento de 28,37% em relação a fevereiro de 2020, quando o segmento comercializou 24.091 caminhões usados.


“O mês de fevereiro, historicamente, apresenta queda nas vendas de usados, quando se compara a janeiro, e um dos motivos é o Carnaval. Neste ano, o cancelamento do feriado e a queda da produção de veículos nas fábricas levaram o consumidor, que tinha necessidade imediata do veículo, a optar por um seminovo”, avalia Alarico Assumpção Júnior, Presidente da FENABRAVE.

Os dados divulgados pela Fenabrave também apontam as seis marcas que se destacaram no mercado de usados no primeiro bimestre de 2021. São elas, a Mercedes-Benz que garantiu uma participação de 37,89% nos negócios seguida pela sua principal concorrente, a Volkswagen que alcançou uma participação de 21,37%, a Ford com 16,38%, a Scania com 9,28% de participação, seguida da sua concorrente sueca Volvo com 8,41% e a Iveco com 4,01% de participação nos negócios de usados.

Confira na íntegra os números da Fenabrave: CLIQUE AQUI

Postar um comentário

0 Comentários