Estrela das Estradas


Casas Scania

IVECO A gente nao para

Conheça os caminhões mais baratos e mais caros de cada marca no Brasil


Não é novidade para ninguém que os preços dos caminhões dispararam no Brasil ao longo dos últimos meses. Dentre os fatores que têm contribuído para essa alta expressiva destaca-se, a alta demanda de clientes modelos zero quilômetro, falta de insumos (especialmente componentes eletrônicos), aumento no preço de matérias-primas (principalmente aço) e alta do dólar, entre outros fatores.

Mas apesar destas adversidades, você saberia nos dizer quais são os caminhões mais baratos e mais caros produzidos no Brasil atualmente? 

Pensando nisso, consultamos a Tabela FIPE e apresentamos agora uma relação completa dos modelos zero quilômetro mais baratos e mais caros de cada marca atualmente no mercado brasileiro. Conheça em detalhes cada modelo e confira o respectivo valor*:

*Valores consultados no dia 22/03/2021 e referentes aos modelos 0 km. Vale lembrar que podem variar entre regiões, tipos de negociação e opcionais escolhidos.

DAF
Mais barato: DAF CF 85 FT 360 4x2 - R$ 464.666,00
Divulgação
Como os preços da nova linha CF ainda não foram relevados e confirmados de maneira oficial, o DAF CF 85 FT 360 4x2 segue sendo exemplar mais barato produzido e comercializado pela marca atualmente no Brasil.

Modelo de entrada no segmento de extrapesados, o CF 85 conta com motor PACCAR MX-13 de 360 cv e 1.775 Nm de torque, combinado com transmissão automatizada ZF-AS Tronic de 12 velocidades.

Indicado para operações com até 53 toneladas de PBTC (Peso Bruto Total Combinado), DAF CF 85 FT 360 4x2 oferece como itens de série, ar condicionado, Controle eletrônico de velocidade (velocidade máxima e de cruzeiro), ASR (Controle de Tração), Freio motor de 430 cv, Banco do motorista Comfort Air com descanso de braço, retrovisores elétricos e Faróis com lentes Lexan, entre outros itens.

Mais caro: DAF XF FTT 530 6x4 Super Space Cab - R$ 644.838,00
DAF/Divulgação
Principal destaque da marca no segmento de extrapesados, o XF FTT 530 6x4 Super Space Cab também é atualmente o caminhão mais caro produzido e comercializado pela DAF no Brasil. 

Apresentado ao mercado brasileiro em setembro, o gigante chegou ao país trazendo uma série de novidades que vão muito além das mudanças de design. Além da cabine Super Space Cab, a maior da categoria, o XF 530 6x4 também conta com o novo motor PACCAR MX13, de 12,9 litros, 530 cv e 2.600 Nm de torque, combinado com a nova transmissão automatizada ZF TraXon com 12 velocidades.

Em relação ao quesito tecnologia, o modelo conta com Assistente de Performance do Condutor, Controle de Cruzeiro Preditivo e Adaptativo, sensores de pressão dos pneus e monitor de nível de energia da bateria, Sistema de Frenagem de Emergência Avançada, Controle de Estabilidade do Veículo e Sistema de Aviso de Saída da Faixa.

IVECO
Mais barato: IVECO TECTOR 9-190 4x2 - R$ 198.447,00
IVECO/Alexandre Lombardi
Neste momento você deve estar se perguntando: Não seria a linha Daily os caminhões mais baratos da IVECO no Brasil? Não. Por serem classificados como Utilitários Leves, os exemplares da linha IVECO IVECO Daily não entram neste ranking aqui.

Portanto, o TECTOR 9-190 4x2 é detentor atualmente do título de caminhão mais barato produzido e comercializado pela IVECO no Brasil atualmente.

Destaque da marca no segmento leve, o IVECO TECTOR 9-190 conta com um powertrain composto pelo premiado motor NEF45 da FPT Industrial, com 190 cavalos de potência e torque de 610 Nm, transmissão Eaton de seis velocidades e eixos Dana.

O modelo traz como principal diferencial, uma cabine desenvolvida 100% fiel ao feedback de motoristas. Destaque para apenas 40 cm de altura em relação ao solo, um degrau de embarque, portas com ângulo de abertura de 87 graus, altura de 114 cm do assento ao teto, basculamento hidráulico e os maiores retrovisores da categoria. 

Mais caro: IVECO STRALIS HI-WAY 800-S56TZ 6x4 - R$ 558.285,00
IVECO/Divulgação
Por se tratar de um modelo topo de linha, o HI-WAY 800-S56TZ 6x4 também carrega consigo o título de caminhão mais caro produzido e comercializado pela IVECO no Brasil atualmente.

Para garantir o pleno atendimento as operações com até 74 toneladas de PBTC (Peso Bruto Total Combinado) o IVECO HI-WAY 800-S56TZ 6x4 conta com motor FPT Cursor 13 de 560 cv de potência e torque de 2.500 Nm, combinado com  transmissão automatizada ZF de 16 velocidades e eixos traseiros Meritor.

Ao longo dos últimos anos, assim como os demais modelos que compõem a linha Hi-Way, a versão de 560 cavalos também passou por uma série de melhorias, afim de garantir uma redução de até 10% no consumo de combustível. Destaque para mudanças na turbina, coletor de escape, volante do motor e aumento da eficiência do sistema de arrefecimento, além da calibração geral de motor e caixa. Segundo a montadora italiana, essas melhorias garantem retomadas mais eficientes e resultam em menor tempo médio de viagem e maior produtividade. E para otimizar ainda mais os custos operacionais em todas as condições de uso, a linha Hi-Way passou a contar com o "modo econômico", acionado por meio da tecla ECO no painel, contribuindo para um consumo de combustível mais otimizado.

Mercedes-Benz
Mais barato: Mercedes-Benz Accelo 815 - R$ 198.979,00
Mercedes-Benz/Divulgação
Modelo de entrada da Mercedes-Benz no mercado de caminhões e também o exemplar mais barato produzido e comercializado atualmente no Brasil, o Accelo 815 traz consigo uma série de atributos que o colocam em uma posição de destaque no segmento leve.

Além do motor de 156 cv de potência e torque de 580 Nm, o modelo também conta duas opções de transmissão, manual Eaton de 5 velocidades ou automatizada Eaton de 6 velocidades.

Ideal para operações de distribuição urbana, o Mercedes-Benz Accelo 815 ainda traz como diferenciais, sistemas ABS (Sistema Anti Travamento das Rodas), EBD (Distribuição Eletrônica de Frenagem) e ASR (Controle de Aderência em Aceleração), além da opção de cabine estendida.

Mais caro: Mercedes-Benz Actros 2653 MP5 LS 6X4 - R$ 783.666,00
Mercedes-Benz/Divulgação
Principal destaque da Mercedes-Benz no segmento de extrapesados, o Novo Actros 2653 MP5 LS 6X4 também é o caminhão mais caro produzido e comercializado pela marca no Brasil atualmente. 

Equipado com o inédito motor OM 471 com 530 cv e torque de 2.600 Nm, combinado com transmissão automatizada G 291-12 Mercedes Powershift de 12 velocidades, o modelo atende perfeitamente as operações com até 74 toneladas de PBTC (Peso Bruto Total Combinado).

Além da suspensão pneumática, o modelo chegou ao país trazendo o que há de mais moderno em segurança, conforto, conectividade, economia de combustível e robustez. Destaque para o inédito sistema MirrorCam que substitui os tradicionais retrovisores externos, pacote completo de segurança (Assistente Ativo de Frenagem (ABA 5), Assistente de Ponto Cego, Assistente de Fadiga e Programa Eletrônico de Estabilidade (ESP), painel digital com duas telas e cabine projetada exclusivamente para as operações brasileiras.


Scania
Mais barato: Scania P-250 B 4x2 - R$ 411.475,00
Scania/Divulgação
O caminhão mais barato produzido e comercializado pela Scania no Brasil atualmente é o modelo P-250 B 4x2. Indicado para operações de distribuição em curtas distâncias, o exemplar é uma versão de entrada da marca no segmento de semipesados. 

Com PBT (Peso Bruto Total) de 16 toneladas, o modelo traz como principal diferencial, o novo motor DC07, de 7 litros, 250 cv de potência e torque de 1.100 Nm, combinado com câmbio automatizado GR875 de 8 velocidades.

Graças ao sistema modular de produção Scania, o modelo P-250 B 4x2 conta com até 3 opções de cabine e pode ser configurado com uma ampla lista de acessórios e opcionais.

Mais caro: Scania G-500 B 8x4 - R$ 758.836,00
Lucas Duarte
Ao contrário do que se imagina, os modelos V8 de 620 cavalos de potência não são atualmente os caminhões mais caros produzidos e comercializados pela Scania no Brasil. O título pertence ao modelo Scania G-500 B 8x4, modelo off-road concebido para atender com precisão as operações mais severas do transporte brasileiro, como por exemplo no segmento de mineração. 

Na versão Heavy Tipper, o modelo conta com CMT (Capacidade Máxima de Tração) de 210 toneladas e PBT (Peso Bruto Total) de até 66 toneladas. Para isso, o gigante Scania é equipado com DC13, de 13 litros que desenvolve potência de 500 cv e torque de 2551 Nm, combinado com câmbio automatizado GRSO 935R de 14 velocidades.

Um dos principais atributos é a presença do pacote XT, solução que inclui acabamento externo e interno de alta durabilidade e resistência e pela presença de importantes itens de segurança e tecnologia, como por exemplo, opções de eixos e suspensões de molas ou pneumáticas para condições extremas, pedal de embreagem para a caixa automatizada Scania Opticruise (quando necessário), dois estágios de bloqueio de diferencial, freio de estacionamento elétrico e airbag de cortina.

Volkswagen/MAN
Mais barato: VW Delivery Express - R$ 190.250,00
VWCO/Divulgação
Com pouco mais de 2 anos de história no transporte rodoviário de cargas, o VW Delivery Express, também conhecido como DLX, traz consigo uma série de vantagens para os transportadores que atuam na distribuição e também o título de caminhão Volkswagen mais barato produzido e comercializado atualmente no Brasil. 

Reconhecido pela combinação entre o conforto de um automóvel, robustez de um caminhão e a possibilidade de ser conduzido por motoristas habilitados na categoria B, o modelo conta com PBT (Peso Bruto Total) de 3,5 toneladas, o que permite operar onde a circulação é restrita a veículos maiores, como por exemplo em grandes centros urbanos.

Graças as duas opções de entre eixos, adequadas às diversas aplicações, o DLX pode ser empregado em operações com baú, carga seca, plataforma de auto socorro, manutenção de redes elétricas, entre outras.

Em relação a performance, o VW Delivery Express se destaca pela presença do motor Cummins ISF de 2,8 litros, 150 cv, torque máximo de 360 Nm numa ampla faixa de rotações para garantir retomadas rápidas e agilidade nas entregas urbanas, e tecnologia de pós-tratamento de gases EGR, que dispensa o uso de Arla 32.

Mais caro: VW Meteor 29.520 6x4 - R$ 636.185,00
VWCO/Divulgação
Desenvolvido para atender as operações rodoviárias que envolvem Combinações Veiculares de Carga (CVC) de 7 e 9 eixos, com PBTC de 57 a 74 toneladas, o VW Meteor 29.520 6x4 entrou para a história em 2020 como o caminhão Volkswagen mais potente do mundo. Entretanto, a posição de destaque também vem acompanhada do título de caminhão mais caro produzido e comercializado pela marca atualmente no Brasil. 

As novidades do modelo não se resumem apenas ao novo design. Destaque para a presença da nova geração do motor MAN D26 de 520 cv e 2.500 Nm de torque, agora nacionalizado e combinado com a nova transmissão automatizada XF TraXon, disponível nas versões de 12 e 16 velocidades para todas as configurações dos modelos de veículos.

O novo extrapesado Volkswagen também conta com um pacote completo de soluções de segurança que inclui, sistema de auxílio de partida em rampa, freios EBS, controle de tração e freio motor com potência de até 410 cv

Completa a lista de atributos do maior caminhão Volkswagen no mundo, uma solução completa de conectividade e a promessa de entregar uma redução de até 10% no consumo de combustível.

Volvo
Mais barato: Volvo VM 270 CITY 4x2 - R$ 296.400,00
Volvo/Divulgação
Apresentada ao mercado brasileiro no fim do primeiro semestre de 2020, a linha City chegou com a importante missão de atender o segmento de distribuição urbana. Por se tratar de uma versão de entrada no segmento de semipesados, naturalmente Volvo VM 270 CITY 4x2 se consagra atualmente com o caminhão mais barato produzido e comercializado pela marca no país.

Com entre-eixos de 3.650 mm ou 5.150 mm, o VM City é equipado com cabine curta, motor de 270 cv de potência, combinado com transmissão manual de seis marchas e um eixo traseiro de dupla velocidade. O modelo ainda traz como item de série, o banco do motorista com suspensão a ar. Como opcionais, destaca-se o ar condicionado e o banco duplo para passageiros.

No quesito segurança, principal caraterística dos modelos Volvo, o inédito VM City conta com faróis de LED, para-choque com barras anti intrusão e cabine com célula de sobrevivência. 

Mais caro: Volvo FH-540 GLOBETROTTER 8X4 - R$ 704.220,00
Volvo/Divulgação
Líder incontestável de vendas do segmento de pesados desde o início de 2019, o FH 540 também carrega consigo o título de caminhão mais caro produzido e comercializado pela Volvo no Brasil.

Assim como os demais modelos que compõem a consagrada linha de caminhões Volvo FH, os modelos 540 não deixam a desejar quando o assunto é alta tecnologia embarcada. Destaque para o sistema de Aceleração Inteligente, recurso que tornou o modelo até 10% mais econômico, através de algoritmos de última geração capazes de identificar a necessidade real de torque e potência conforme a topografia e a carga, controlando a injeção de combustível de forma precisa.

Outra tecnologia consolidada no extrapesado é a renomada caixa de câmbio I-Shift, em sua última versão. Um dos produtos da marca mais admirados, a I-Shift permite a otimização das trocas de marcha e elimina variações na condução dos veículos que têm caixa manual, provocadas pelo cansaço do motorista ou outras variáveis. Em conjunto com o I-See, recurso que usa a conectividade GPS para identificar a topografia da estrada, a I-Shift antecipa as trocas de marcha de acordo com os aclives e declives, trazendo ainda mais segurança e economia.

Em relação ao quesito segurança, os modelos contam com uma série de recursos como piloto automático com frenagem automática de emergência (ACC2), controle eletrônico de estabilidade (ESP), monitoramento da faixa de rodagem (LKS), detector de atenção do motorista (DAS), entre outros. 

Sua opinião
Agora que você já conhece quais são os caminhões mais baratos e mais caros de cada marca, além de todos os atributos que eles podem oferecer, nos diga: Você concorda com os atuais valores praticados no mercado?


Postar um comentário

6 Comentários

  1. Acho que vou ficar com meu FNM mesmo tá muito caro o Brasil não tem nenhuma montadora nacional pra concorrer o mercado acompanha o dólar se tá loco mais de meio milhão num cavalo

    ResponderExcluir
  2. Acho que vou ficar com meu FNM mesmo tá muito caro o Brasil não tem nenhuma montadora nacional pra concorrer o mercado acompanha o dólar se tá loco mais de meio milhão num cavalo

    ResponderExcluir
  3. Acho que vou ficar com meu fim mesmo tá muito caro o Brasil não tem nenhuma montadora nacional pra concorrer o mercado acompanha o dólar se tá loco mais de meio milhão num cavalo

    ResponderExcluir
  4. Seria bom rever essa lista. Por exemplo, o Scania mais caro não é o G500 8x4, mas o G540 XT 10x4 mostrado ano passado cujo valor inicial é a partir de R$ 950k.

    ResponderExcluir
  5. A Merceds chutou o balde com esse novo Actros . Mais caro que Scania e Volvo ?

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.