Scania inicia investimento de R$ 1,4 bilhão no Brasil

Scania/Divulgação
Cumprindo com o prometido, a Scania inicia neste ano um ciclo de investimentos de R$ 1.4 bilhão no mercado brasileiro. O aporte significativo reforça a confiança da marca no crescimento das operações em todos os mercados de atuação: caminhões, veículos a gás, ônibus, serviços e motores industriais, marítimos e para geração de energia.

"Continuamos acreditando muito no país, principalmente no segmento de transporte e no transportador brasileiro. A fábrica acaba de anunciar um novo ciclo de investimentos de 1.4 bilhões de reais de 2021 a 2024", confirmou Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil, em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, 5 de fevereiro. 

De acordo com o executivo, o aporte significativo será empregado na atualização da planta de São Bernardo do Campo (SP) e também no prosseguimento dos projetos que envolvem combustíveis alternativos. "O montante vai ser destinado, claro, para a modernização da planta de São Bernardo, aplicação de novas tecnologias e prosseguimento de projetos de combustíveis alternativos. Isso mostra claramente que a Scania continua apostando e acreditando muito no Brasil", destaca Barral.

Este não é o primeiro grande investimento da marca no país. Entre 2016 e 2020, a Scania aplicou o montante de R$ 2.6 bilhões nas operações brasileiras, totalizando assim um aporte recorde de R$ 4.0 bilhões até o fim de 2024.


Projeções para 2021
Segundo as projeções da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em 2021 o mercado brasileiro de caminhões deverá crescer 15% na comparação com 2020. “O agro será o maior comprador novamente, seguido da indústria, que vem retomando sua capacidade produtiva. O cliente busca cada vez mais rentabilidade e encontra na Nova Geração a maior economia de combustível. E o que já era bom ficará ainda melhor com o novo patamar de 20% de redução de consumo com o lançamento do acelerador inteligente”, diz Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil. 

Já no mercado de ônibus, fortemente impactado pela pandemia, a Scania segue otimista, especialmente em relação ao segmento rodoviário. “Segundo a Anfavea, a previsão é de 13% de alta do mercado, ainda que as incertezas do plano nacional de vacinação contra a Covid-19 impedem uma visão mais ampla do potencial de vendas. As soluções financeiras da Scania, Banco e Consórcio, continuarão dando todo o apoio de crédito ao cliente”, conta Fábio D´Angelo, gerente de Vendas de Soluções para Mobilidade da Scania no Brasil. 

Para 2021, a Scania também projeta um crescimento significativo da área de Serviços. Marcelo Montanha, diretor do segmento, acredita em um acréscimo de 38% nas vendas dos programas de manutenção Scania e de 26% no portfólio (carteira de planos ativos). “O ano de 2020 foi o melhor da história de Serviços em muitos indicadores, mas acredito que nossa maior realização foi a resiliência com que nossa rede de concessionárias e nossas equipes de oficina enfrentaram as situações adversas que se apresentaram. Também destaco a maior proximidade com nossos clientes para apoiá-los e propiciar a máxima rentabilidade em seu negócio por meio de nossas soluções completas”, conta Montanha. “Em 2021, estamos ainda mais confiantes em quebrar novos recordes. Nossas soluções oferecem todo o suporte que o cliente precisa. Além disso, na conectividade cresceremos sem parar e estamos comemorando a marca de 40 mil veículos ativos.”


Postar um comentário

0 Comentários