Daimler Truck AG ajuda a introduzir o transporte a hidrogênio em massa na Europa

Mercedes-Benz/Divulgação
A Daimler Truck AG, IVECO, OMV, Shell e Grupo Volvo se comprometeram a trabalhar juntos a fim de ajudar a criar condições para a introdução do transporte a hidrogênio em massa na Europa.

Assim como um número crescente de governos e empresas tem adotado uma visão comum de um sistema interconectado de energia livre de emissões, os participantes da parceria H2Accelerate (H2A) acreditam que o hidrogênio é um combustível essencial para viabilizar a eliminação do carbono no setor de caminhões.

Martin Daum, CEO da Daimler Truck AG e membro do Conselho de Administração da Daimler AG: "As empresas participantes da iniciativa H2Accelerate concordam que os caminhões movidos a hidrogênio serão a chave para permitir o transporte livre de CO2 no futuro. Esta parceria sem precedentes é um marco importante para impulsionar as condições estruturais corretas para o estabelecimento de um mercado em massa para caminhões baseados em hidrogênio. É também uma chamada à ação para os governantes, demais envolvidos e a sociedade como um todo".

A introdução em grande escala dos caminhões abastecidos com hidrogênio deverá criar novas indústrias: instalações de produção de hidrogênio livres de emissões de carbono, sistemas de distribuição de hidrogênio de grande escala, uma rede de alta capacidade de reabastecimento de hidrogênio líquido e gasoso, e a produção de caminhões que serão abastecidos com hidrogênio.


Os participantes da H2A acreditam que os investimentos sincronizados em todo o setor durante a década de 2020 irá gerar condições para a introdução de um mercado em massa de transportes rodoviários pesados abastecidos com hidrogênio, o que é necessário para atender a ambição europeia de atingir um nível zero de emissões até 2050.

Espera-se que o aumento de escala ao longo desta década comece com grupos de clientes dispostos a se comprometer antecipadamente com o transporte rodoviário baseado em hidrogênio. Está previsto que essas frotas venham a operar em grupos regionais e ao longo de corredores europeus de alta capacidade com boa cobertura de postos de abastecimento. Durante esta década, esses grupos poderão ser então interconectados de maneira a formar uma rede pan-europeia.


Durante a fase do aumento de escala, o apoio do setor público será necessário. Através da parceria H2Accelerate, os membros esperam trabalhar em conjunto visando a busca de financiamento para os primeiros projetos pré-comerciais durante a primeira fase do lançamento. Paralelamente, os participantes irão recorrer aos governantes e agências reguladoras para fomentar um ambiente político que ajude a apoiar o aumento subsequente da fabricação de caminhões a hidrogênio e uma rede de reabastecimento de hidrogênio em toda a Europa, que seja livre de emissões.

FONTE: Mercedes-Benz

Postar um comentário

0 Comentários