Publicidade

29ª Gincana do Caminhoneiro caminha para a quarta semifinal em Uberlândia

GDC/Divulgação
Foi em Uberlândia, em meados de junho do ano passado, que teve início a temporada de superação da Gincana do Caminhoneiro, onde duas comitivas itinerantes caíram na estrada -  juntamente com os postos Petrobras da Rede Siga Bem e a IVECO – com a meta de rodar 27 mil km para tornar o dia a dia do caminhoneiro mais leve, proporcionando a eles cuidados com a saúde, orientações sobre a pandemia do Coronavírus, testes de habilidade em 90 etapas pelo Brasil afora e ainda a chance de ganhar um caminhão zero km.

E como o bom filho a casa torna, a Gincana do Caminhoneiro está de volta à cidade para realizar sua 72ª etapa e a quarta semifinal, que acontecerão no Posto Décio Buriti – BR 050 km 61 – entre os dias 8 e 10 de janeiro, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, do Sest/Senat (Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) e da ANTT - Agência Nacional de Transportes Terrestres do Ministério da Infraestrutura e participação especial da FPT e Nexpro.

Nos dias 8 e 9 de janeiro, os caminhoneiros poderão desfrutar do circuito de atendimentos preventivos para detecção precoce de doenças silenciosas. Assim, com muito rigor no tocante aos protocolos sanitários para evitar o contágio e disseminação do Coronavírus, o caminhoneiro terá sua temperatura aferida e partirá para a checagem do nível de glicose no sangue, para investigação e controle de casos de diabetes; aferição da pressão arterial para descobrir se há hipertensão e minimizar riscos de ataques cardíacos, além de receber orientações sobre obesidade e sedentarismo.


Após passar pelo circuito de saúde, o caminhoneiro será levado por um dos instrutores da GDC até pista da arena, onde receberá uma aula prática de desinfecção da cabine do caminhão, verificando a importância da higienização de pontos da boleia (maçaneta, volante, marcha, retrovisor, por exemplo), que estão mais sujeitos à contaminação. Feito isso, ele tem a oportunidade de testar sua habilidade no volante no percurso do slalom, num zigue-zague entre cones, evitando os obstáculos e procurando chegar no menor tempo possível. Aquele que tiver o melhor desempenho na pista do Posto Décio Buriti será o merecedor da última vaga classificatória da quarta semifinal, que acontece no domingo, 10 de janeiro, quando os 18 melhores tempos da quarta fase – que compreende da 55ª à 72ª etapa – estarão reunidos para disputar cinco vagas para a grande final do evento, que dará ao vencedor um caminhão IVECO Tector zero km.

Para fazer valer o seu tempo na pista e ter a chance de concorrer ao cobiçado prêmio, o participante do slalom deve ter obrigatoriamente passado pelo circuito de saúde, ter CNH categorias C, D ou E, e apresentar um comprovante de consumo de R$ 500 em abastecimento feito no posto sede da etapa ou aquisição de créditos de mesmo valor no Cartão do Caminhoneiro Petrobras.

Bons de braço se encontram na 4ª semifinal 
No domingo, dia 10 de janeiro, emoções estarão em alta no Posto Décio Buriti para a revelação de mais cinco classificados para a grande final da 29ª Gincana do Caminhoneiro, que acontecerá em março/21, quando o vencedor da temporada levará para casa um caminhão IVECO Tector zero km.

Estarão reunidos os 18 classificados para a quarta semifinal, que cumprirão três tomadas de tempo no percurso do slalom, monitoradas por cronometristas com o auxílio de fotocélulas, num verdadeiro show de destreza. Entre uma tomada de tempo e outra, serão realizadas rodas de conversa e atividades educativas.

Destaque também para a entrega do título de  “Gincaneiros 2020” aos 18 ‘bons de braço’, em reconhecimento à importância do transportador rodoviário de cargas na cadeia do transporte, ao quanto ele pode auxiliar para reduzir riscos de contágio e disseminação do Coronavírus e à somatória de boa conduta e habilidade necessária para conduzir um caminhão.

FONTE: GDC

Postar um comentário

0 Comentários