Ambev fecha acordo para compra de 1.000 caminhões FNM 100% elétricos

FNM/Divulgação
O primeiro grande lote dos inéditos caminhões FNM 100% elétricos acaba de ser negociado no Brasil. A Ambev, maior cervejaria do Brasil e dona de marcas como Antarctica, Brahma e Skol, além do amplo portfólio de refrigerantes, sucos, isotônicos, energéticos, água e chás, fechou nesta semana um acordo para a compra de mil unidades dos novos modelos.

Apesar do valor investido não ter sido revelado, mas avaliado como “viável economicamente devido ao menor custo de energia e manutenção”, o negócio faz parte da meta da cervejaria de possuir metade da frota rodando  apenas com energia limpa até 2023.

Inicialmente, o primeiro modelo do acordo irá atuar na distribuição de bebidas no Rio de Janeiro e contará com uma autonomia para até 100 quilômetros. Já o reabastecimento deste e das demais unidades ocorrerá em pontos de recarga, localizados nos centros de distribuição da Ambev, que contam com sistema de energia solar.

De acordo com a Ambev, se comparado com os 5.300 caminhões que compõem a atual frota, cada um dos inéditos caminhões elétricos FNM possibilitará uma redução significativa de 126 mil quilos de CO2 por ano.

A recente aquisição da cervejaria reforça o potencial da indústria automobilística na produção de veículos elétricos, colocando assim o Brasil em total sintonia com novas tendências mundiais de transporte e locomoção. 


Sobre os novos caminhões FNM
Resultado de uma parceria entre a agora batizada de Fábrica Nacional de Mobilidades (FNM) e a Obvio! Electric Vehicles com a coparticipação da Agrale, os inéditos modelos elétricos chegam ao país em duas versões, FNM 832 de 13 toneladas e FNM 833 de 18 toneladas, e com a importante missão de atender as operações de distribuição urbana e revolucionar o modelo de operação das montadoras de veículos no Brasil.

Ambos serão produzidos neste primeiro momento com componentes nacionais e internacionais, como por exemplo, motores fabricados pela europeia Danfoss e baterias da norte-americana Octillion. Já as mil unidades adquiridas inicialmente pela Ambev, também contarão com carroceria para o transporte de bebidas fabricada pela Randon Implementos.

Toda a inovação dos novos caminhões FNM não se resume apenas ao quesito eletrificação. Destaca-se também a utilização de nióbio em componentes como chassis, freios, suspensões, rodas e demais peças e estruturas, com foco na redução de peso, aumento da resistência, performance e autonomia, além de uma elevada tecnologia e conectividade embarcada.

Até o momento os preços dos novos caminhões FNM não foi relevado, entretanto, as pré-vendas já estão acontecendo por meio de um inédito modelo de negócio, que dispensa as concessionárias como intermediárias e prioriza a relação direta entre a fabricante e os operadores logísticos interessados.


Obvio!/Divulgação

Postar um comentário

2 Comentários

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.