Projeto Zeus: Case apresenta a primeira retroescavadeira 100% elétrica

Case/Divulgação
A CASE Construction Equipment acaba de apresentar o "Projeto Zeus", a primeira retroescavadeira 100% elétrica do segmento de construção civil, a 580EV. Com a novidade a marca avança na exploração de soluções adicionais de eletrificação, combustíveis alternativos e sistemas de propulsão alternativos no mercado de equipamentos de construção.

Alimentada por uma bateria de íons de lítio de 480 V e 90 kWh que pode ser carregada através de qualquer conexão trifásica/de 220 V, a inédita retroescavadeira 580EV conta com a mesma potência e desempenho das versões a diesel da linha de produtos CASE. De acordo com a marca, a bateria alimenta separadamente os motores hidráulicos e do trem de força, resultando em forças hidráulicas iguais às das máquinas a diesel e em desempenho melhorado durante a operação simultânea da carregadeira e do trem de força.

Como diferenciais, a 580EV garante custos operacionais diários consideravelmente mais baixos, emissão zero de poluentes e nível reduzido de ruídos, características essenciais para concessionárias, empreiteiras de serviços público e governos municipais que operam constantemente em centro urbanos.

Duas unidades já foram vendidas para concessionárias de serviços públicos nos Estados Unidos: NYSEG e RG&E, empresas da AVANGRID, e National Grid. A CASE tem a capacidade de produzir unidades adicionais em 2020 antes de aumentar a produção para atender a uma demanda maior nos próximos anos.


"A CASE projetou a primeira retroescavadeira integrada de fábrica em 1957 e está na linha de frente da inovação deste produto desde então", diz Leandro Lecheta, chefe de equipamentos de construção da CNH Industrial na América do Norte. "A 580EV é um passo significativo no nosso compromisso com a sustentabilidade. Ela também é a evolução dos equipamentos de terraplenagem e uma inovação realmente prática, que proporciona economias reais e vantagens competitivas aos proprietários de retroescavadeiras", completa Lecheta.

"A retroescavadeira é perfeitamente adequada à eletrificação, tendo em vista os ciclos variados de utilização, que vão de trabalhos pesados a leves, proporcionando uma excelente oportunidade para converter as horas desperdiçadas do motor a diesel em tempo de consumo zero da bateria, possibilitando ao operador uma resposta instantânea do torque quando necessário", diz Eric Zieser, diretor global da linha de equipamentos compactos da CASE. "Em marcha lenta baixa, um motor diesel tem o torque reduzido e exige tempo para que ele acelere para atender às demandas de carga. Os motores elétricos, por outro lado, têm torque instantâneo e pico de torque disponível a cada velocidade de operação", conclui Zieser.

O Projeto Zeus é resultado de um trabalho em conjunto com a Green Machine, com a Moog, com concessionárias de serviços públicos e com outras empresas empenhadas na conversão de quantidades significativas de suas frotas para retroescavadeiras totalmente elétricas. A CASE também fez uma parceria com a Michelin para equipar a inédita máquina com pneus especializados CrossGrip para ainda mais eficiência e capacidade de manobra.
Case/Divulgação
Case/Divulgação
TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: CASE
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários