header ads


Mercado de implementos acumula queda 20%

MG Implementos
Impactado diretamente pela pandemia de COVID-19 (Coronavírus), o mercado brasileiro de implementos rodoviários encerrou o mês de maio registrando uma nova queda no número de emplacamentos.

De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (ANFIR), nos  cinco primeiros meses do ano, 37.332 implementos rodoviários foram emplacados em todo o Brasil, queda de 20,14% em relação ao mesmo período de 2019, quando foram comercializadas 46.745 unidades.

Considerando cada segmento separadamente, até maio de 2020 foram comercializados 20.105 reboques e semirreboques, queda de 21,46% em relação a 2019, quando foram comercializadas 25.597 unidades.


Já o segmento de carrocerias sobre chassi encerrou os primeiros cinco meses de 2020 com um total de 17.227 unidades comercializadas, queda de 18,54% em relação a 2019, quando foram comercializadas 21.148 unidades.

“A situação de retração da atividade econômica causada pela pandemia não deve ser revertida este ano porque a reativação da economia não será no mesmo ritmo de sua queda”, explica Norberto Fabris, presidente da ANFIR-Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários.

Ainda segundo a entidade, o agronegócio deverá contribuir para reduzir as perdas no ano. “O setor é bastante representativo no faturamento da indústria de implementos rodoviários sendo responsável por aproximadamente um terço de nossas vendas“, diz. Segundo o IBGE-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o agronegócio brasileiro registrou crescimento no primeiro trimestre de 2020 de 1,9%.

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: ANFIR
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários