Governo Federal realiza obras de manutenção e conservação da BR-163/PA

DNIT/Divulgação
Com o objetivo de manter a qualidade e a segurança da BR-163/PA, principal ligação entre as lavouras de Mato Grosso e os portos do Pará, o Governo Federal segue executando uma série de obras e serviços de manutenção em diversos trechos.

Em balanço divulgado nas redes sociais, nesta semana, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) destacou as principais ações que estão ocorrendo em cinco trechos da rodovia federal. Destaque para a reciclagem do pavimento no KM 485,5, aplicação de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) no KM 488, fresagem e restauração do KM 76, tratamento superficial duplo (TSD) do acostamento no KM 52 e aplicação de microrresvestimento no trecho próximo ao município de Moraes de Almeida (PA).


Esta não é a primeira intervenção na rodovia após a inauguração em fevereiro. No início de março, as equipes do Batalhão de Engenharia do Exército Brasileiro iniciaram a segunda etapa de intervenções que incluiu, ações de drenagem, construção de meios-fios, implantação de sinalização horizontal e vertical definitivas e recuperação ambiental ao longo.

LEIA: Exército brasileiro inicia segunda etapa de obras na BR-163/PA

Ao contrário do que se imagina, os constantes serviços de manutenção da rodovia não se fazem necessários devido a má qualidade das obras realizadas em 2019, mas sim devido ao intenso e constante fluxo de veículos pesados na rodovia, cerca de 6 mil caminhões por dia. Além disso, as condições climáticas da região, especialmente durante o inverno amazônico, marcado principalmente por chuvas volumosas, comprometem de maneira significativa a durabilidade do pavimento. Ou seja, os serviços de manutenção recentes, são a melhor alternativa para impedir a volta dos atoleiros que marcaram os últimos 40 anos de história da rodovia.

Confira a publicação oficial do DNIT:
TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários