DNIT realiza uma série de obras de manutenção rodoviária ao longo da BR-364/RO

DNIT/Divulgação
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) trabalha em cinco frentes diferentes com obras de manutenção, de conservação e de recuperação na BR-364/RO, no Estado de Rondônia. A Autarquia tem destinado um considerável volume de recursos para a rodovia, de cerca de R$ 120 milhões, o que resultará em melhores condições de trafegabilidade até o fim do ano.

Do km 0 ao km 100, os serviços de manutenção já estão concluídos. Já o trecho do km 107 ao km 196 está em fase final de conclusão. A previsão para a conclusão da restauração nesse segmento é no próximo mês de julho.

No trecho entre os municípios de Presidente Médici (RO) até Ouro Preto do Oeste (RO), o DNIT está com frentes de trabalho do km 370 ao km 380. No km 305 ao km 370 já está pronto e só falta o Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) de reforço no pavimento.

No km 430 ao km 570, a empresa ataca em várias frentes de serviço, como fresagem e recomposição, reforço e reconstrução. A Autarquia já contemplou aproximadamente 50 dos 140 quilômetros previstos nesse trecho.

Com o investimento de R$ 40 milhões neste ano, a expectativa é de que, em 2020, a camada de recomposição de (CBUQ) seja executada até o km 570 da rodovia federal.


Mobilização 
Já do km 938 ao km 1.092, na divisa com o Estado do Acre, a empresa está em fase final de mobilização, com os insumos chegando ao canteiro de obras. A previsão é de que os trabalhos comecem ainda no mês de junho.

A previsão é de que a BR-364 terá cerca de 200 quilômetros recuperados esse ano. Em 2021, a recuperação terá continuidade nos segmentos em Pimenta Bueno e Médici e entre Jaci Paraná e a ponte do Abunã.

Importância 
A BR-364/RO é o principal corredor logístico para o escoamento da safra de grãos de Rondônia, além da parte Oeste e Norte do Estado de Mato Grosso. Passam na rodovia federal aproximadamente 30 milhões de toneladas de grãos por ano.
DNIT/Divulgação
FONTE: DNIT

Postar um comentário

0 Comentários