Arteris realiza campanha na Anhanguera para alertar caminhoneiros sobre riscos de sonolência ao volante

Adobe Stock
A Arteris Intervias - empresa integrante do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo - promove nesta quinta-feira, 25 de junho, a campanha Acorda Motorista, para alertar caminhoneiros sobre os riscos da sonolência ao volante e a importância da manutenção preventiva dos veículos. A ação acontece na Base do Policiamento Rodoviário, SP-330 KM 208 sentido Norte, em Pirassununga (SP), das 21h à 1h, e vai oferecer também itens de segurança para combater a transmissão do novo coronavírus.

Com parceria a Polícia Militar Rodoviária (PMRV), os caminhoneiros serão abordados e instruídos sobre o tempo correto de descanso e a importância de evitar o uso de medicamentos e substâncias para combater a sonolência. Os participantes também receberão kits com produtos que combatem a contaminação pela covid-19, como máscara, luvas e álcool gel. A temperatura corporal será aferida com o termômetro infravermelho, que evita o contato dos profissionais com os usuários.

Por fim, os participantes terão à disposição inspeção veicular nos caminhões, com instalação de adesivos refletivos e troca de lâmpadas queimadas de setas e lanternas. "A importância das pausas provocadas pela campanha Acorda Motorista, em nossos usuários, vai além de prevenir um possível acidente em decorrência do cansaço e da fadiga provocada pelo excesso de jornada dos profissionais da estrada, ela também tem o objetivo de promover a humanização do trânsito, proporcionando um diálogo entre a Concessionária e seu usuário", avalia a analista de sustentabilidade da Arteris, Cintia Viana.


Estatísticas de acidentes
De acordo com informações da base de dados da Polícia Militar Rodoviária, no trecho da rodovia Anhanguera, entre Cordeirópolis e Santa Rita do Passo Quatro - trecho sob concessão da Intervias - entre 2018 e 2019 aconteceram 67 acidentes do tipo colisão traseira entre veículos, no período noturno (22h às 6h), horário em que os motoristas podem estar mais propensos ao cansaço e ao sono.

"Importante frisar também, que nessa época de inverno e temperaturas mais baixas, no período noturno, acaba provocando maior fadiga nos condutores. O usuário tem que ter consciência de viajar descansado, fazer viagens mais curtas e com mais paradas", alerta o Comandante da 4ª Companhia do 4º Batalhão de Polícia Rodoviária, Capitão PM Jivago Moretto.
FONTE: Arteris

Postar um comentário

0 Comentários