Tecnologia muda a forma como caminhoneiros obtém cargas e reduz riscos durante a pandemia

Adobe Stock
Na linha de frente no combate aos impactos da pandemia do Covid-19 (Coronavírus), caminhoneiros seguem atuando diariamente no transporte de mercadorias e mantimentos, apesar do medo e dificuldades impostas pela crise. Atualmente o Brasil possui mais de 2 milhões de motoristas e só no agronegócio são mais de 500 mil trabalhando constantemente.

Neste conturbado e desafiador, a tecnologia tem se tornado uma importante ferramenta para mitigar a propagação do vírus e agilizar o trabalho, como por exemplo na obtenção de cargas. Destaque para as plataformas digitais, ferramentas que estão sendo amplamente buscadas por caminhoneiros, embarcadores e grandes empresas.

O crescente uso da tecnologia no transporte brasileiro, especialmente ao longo dos últimos meses, é confirmado pela Sotran Logística, uma das maiores transportadoras digitais de cargas do Brasil e criadora do TMOV, aplicativo que já soma mais de 100 mil downloads e possui mais de 50 mil usuários ativos no cartão TMOV, conta digital que permite aos caminhoneiros fazer compras e transações financeiras.


Segundo a empresa, nas últimas semanas, a plataforma registrou um aumento de mais de 30% no número de acessos e muito se deve ao momento de crise. Além disso, os indicadores do total de cargas transportadas nos meses de março e abril deste ano foram 40% a mais do que os registrado em 2019. “Por enquanto, não percebemos uma redução na quantidade de fretes, pois tivemos uma safra recorde de grãos e temos muito a ser carregado ainda.”, afirma Charlie Conner, co-CEO da Sotran.

Além da gratuidade, a ferramenta traz uma série de diferenciais para conquistar cada vez mais os caminhoneiros brasileiros. Destaque para um meio de pagamento integrado com a plataforma (cartão de débito), recomendação de cargas personalizada para cada caminhoneiro, documentos de frete disponibilizados via aplicativo, gerenciamento de risco inteligente, seguro de vida e assistência 24h.

De acordo com a Sotran Logística, todas essas funcionalidades reduzem de maneira significativa os riscos de contágio durante a tradicional jornada de trabalho que envolve, paradas para a busca de cargas, filas e esperas em espaços pequenos e com grande aglomeração, manipulação constante de inúmeros documentos físicos, entre outras situações. “Com uma jornada digital é possível reduzir essa necessidade do presencial. O caminhoneiro pode procurar cargas direto no aplicativo, ir direto para o ponto de embarque, agendar cargas e descargas pelo WhatsApp, fazer transferências e pagar contas na plataforma TMOV ao invés de parar em postos para trocar cheques ou vales por dinheiro e até ter um atendimento para tirar dúvidas com a operação pelo WhatsApp Business”, ressalta Conner.
TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Sotran Logística

Postar um comentário

0 Comentários