Aranão Transportes adquire 25 caminhões MAN TGX

VWCO/Divulgação
Com o objetivo de incrementar as operações no ano em que se completa 35 anos de operações no Brasil, a Aranão Transportes acaba de ampliar a frota com mais 25 unidades do extrapesado premium MAN TGX 28.440 6x2. Os novos modelos serão empregados no transporte de granéis líquidos, sólidos e produtos embalados em rotas nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil.

“A importância do transporte rodoviário de cargas ficou ainda mais evidente no cenário atual. Por isso, é um satisfação ainda maior realizar essa entrega a um cliente como a Aranão Transportes, cujos serviços têm impacto direto no abastecimento de alimentos à população”, afirma Paulo Betti –  executivo da área de vendas da concessionária Marka, de Jaú (SP), responsável pelo negócio.

Essa não é a primeira vez que a empresa paulista aposta nos cavalos mecânicos MAN TGX. Em 2015, a Aranão investiu na aquisição de 21 unidades da versão 28.440. Agora, com mais 25 novos caminhões extrapesados, a empresa passa a ser proprietária de 53 MAN TGX, número que corresponde a um quinto da frota total, que soma 252 caminhões.


“A opção de compra do cliente é consequência direta do bom relacionamento mantido com o  Grupo Marka, que possui sete concessionárias estrategicamente posicionadas para realização do atendimento. Contam também o relacionamento e a confiança na fábrica e na nossa rede de concessionárias, que oferee serviços e pós-venda aos clientes MAN/Volkswagen”, afirma Sérgio Pugliese, gerente-executivo de Vendas da Volkswagen Caminhões e Ônibus. “Em todas essas negociações, o cliente opta pela adoção do contrato de manutenção MAN Service, que é um grande diferencial competitivo do nosso produto no mercado”, completa.

Fundada oficialmente em 1985, a Aranão Transportes conta com filiais em São José dos Pinhais (PR), Simões Filho (BA), Fortaleza (CE) e Uberlândia (MG). Além disso, a empresa é especializada no transporte de carga sólidas, líquidas e de transferência de produtos acabados e matérias primas para algumas das maiores empresas do Brasil.
VWCO/Divulgação
TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: VWCO
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários