Mercedes-Benz confirma o lançamento de novos caminhões e ônibus no Brasil em 2020

Fábio Dal
Confiante no mercado brasileiro, após encerrar 2019 liderando de maneira incontestável o segmento de veículos comerciais, e atenta as demandas dos clientes, a Mercedes-Benz confirmou nas últimas semanas o lançamento de dois novos caminhões e um ônibus no Brasil em 2020.


O sucesso do Novo Actros nos primeiros meses de comercialização no Brasil também reforça a confiança da montadora no mercado nacional.

“Seguimos com o compromisso As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve. A negociação de 500 Novo Actros, caminhão que reúne vários itens desenvolvidos a pedido de transportadores e motoristas, mostra que os clientes estão se vendo nos nossos novos produtos e que estamos no caminho certo”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

LEIA: Mercedes-Benz inicia 2020 com 500 unidades do Novo Actros vendidas

Segundo Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina, ouvir o cliente é o principal ingrediente da receita de sucesso da marca no mercado brasileiro. “E nós temos mais temperos para acrescentar. Em 2020, iremos lançar dois modelos de caminhões e um ônibus, além de novos serviços e tecnologias inéditas. Ou seja, não paramos de trazer novidades para o mercado, porque os transportadores de cargas e passageiros sempre nos trazem novas solicitações, que buscamos atender de forma eficiente e rápida”, afirma Schiemer.


Quais caminhões serão lançados? 
Não é novidade para ninguém que as linhas Mercedes-Benz Arocs e Antos já foram flagradas diversas vezes em teste no Brasil. Portanto, acredita-se que ainda em 2020 o país entre em sintonia com mercado europeu e passe a contar de vez com os mesmos modelos que a montadora alemã comercializa por lá.

Nos últimos anos a linha Arocs que deve substituir a consagrada linha de caminhões Mercedes-Benz Axor em operações rodoviárias e off-road, foi flagrada em diferentes configurações no país, como por exemplo, chassi rígido com trações 6x4 e 8x4 e cavalo-mecânico 6x4.

Já a linha Antos que deve substituir icônica linha Atego no segmento de semipesados e também a linha Axor no segmento de entrada dos pesados, foi flagrada no país nos últimos  anos em versões de cavalo mecânico com tração 4x2.

LEIA: Mercedes-Benz Arocs é flagrado no Brasil
LEIA: Flagra: Mercedes-Benz Antos é visto no Brasil

Fábio Dal
TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

1 Comentários

  1. boa noite tamos curioso para saber maquinas sao essas inclusive onibus

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.