Mercedes-Benz lidera o mercado brasileiro de caminhões e ônibus em 2019

Mercedes-Benz/Divulgação
Pelo 4º ano consecutivo, a Mercedes-Benz liderou o mercado brasileiro de caminhões. Somente em 2019,  29.950 caminhões da montadora alemã foram emplacados em todo o país, crescimento de 42% em relação a 2018, quando foram licenciados 21.150 modelos da marca. Além da liderança incontestável, o resultado expressivo garantiu a Mercedes-Benz uma participação de cerca de 30% no mercado.

“Nos últimos anos, temos aumentado a nossa liderança porque estamos fazendo a lição de casa. Continuamos ouvindo os clientes de todos os cantos do Brasil, buscando entender cada vez mais o que eles demandam em nossos veículos e serviços”, afirma Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina. “Isso ocorreu, por exemplo, com o transporte de grãos, cana-de-açúcar, mineração, bebidas e comércio eletrônico, atividades que puxaram as vendas em 2019”.

Dentre os modelos que contribuíram para os resultados da marca em 2019, destaca-se o Mercedes-Benz Actros 2651. Com 3.700 unidades emplacadas ao longo do último ano, o modelo foi pelo 2º ano consecutivo o mais vendido pela marca.

“O Actros 2651 é um caminhão com total aprovação no transporte de grãos, atividade do agronegócio que é vital para a economia do Brasil”, comenta Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Para quem viu a BR 163 há alguns anos, sem pavimentação, e a vê agora, asfaltada, nota uma outra realidade, o que irá favorecer muito a movimentação de caminhões pesados por esse importante trecho de escoamento da produção de grãos do Centro-Oeste para os mercados de exportação via Porto de Miritituba (Pará). Certamente, o Novo Actros rodará muito nessa estrada”.

Os números positivos do extrapesado em 2019 reforçam a confiança da montadora em relação a chegada do Novo Actros, o primeiro caminhão digital do Brasil. “Esse resultado impulsiona ainda mais a chegada do Novo Actros, que será entregue aos clientes a partir de abril de 2020, oferecendo mais valor agregado em performance, economia, segurança e conforto, além de garantir mais conectividade e interatividade entre o motorista, o gestor da frota, o operador logístico e o cliente final”, diz Leoncini.

Além das boas expectativas em relação aos novos extrapesados, a Mercedes-Benz também projeta resultados ainda melhores no segmento de caminhões em 2020. “Acreditamos que as renovações de frota acontecerão numa velocidade maior e num tempo menor, o que manterá as vendas de caminhões aquecidas no País. Além dos segmentos citados, que continuarão em alta, notamos sinais de aquecimento na construção civil, obras de infraestrutura, cargas industriais, consumo das famílias e distribuição urbana”, destaca Philipp Schiemer. “É por isso que temos de acompanhar atentamente e entender o que está acontecendo no mercado. Como marca líder, temos de ter as soluções para as atuais e as novas demandas dos clientes”.


Ônibus
Mercedes-Benz/Divulgação
Em 2019, a Mercedes-Benz também se manteve na liderança do mercado brasileiro de ônibus. No acumulado do ano, a marca emplacou 11.150 unidades, crescimento de 50% em relação a 2018, quando foram emplacadas 7.460 unidades da marca. O número expressivo ainda garantiu a marca uma participação de participação de mercado de 54% no segmento acima de 8 toneladas de peso bruto total (PBT).

“As renovações e as ampliações de frotas do transporte coletivo urbano puxaram as vendas do setor em 2019”, explica Leoncini. “Vale destacar o emplacamento de 6.720 ônibus da marca neste segmento, alcançando a liderança em urbanos com 76% de market share. Esse volume de vendas é 45% maior em relação às 4.636 unidades do ano passado”.

Somente no segmento rodoviário, a Mercedes-Benz emplacou 2.020 unidades em 2019, crescimento de 12% em relação a 2018, quando 1.800 unidades da marca foram licenciadas em todo o país.

A presença nas renovações de frota de importantes capitais do país também contribuiu para a liderança da Mercedes-Benz em 2019. Destaque para os 160 modelos da marca para Curitiba, 170 unidades para Salvador e 120 para o Rio de Janeiro. No último ano, a Mercedes-Benz também forneceu 1.020 ônibus escolares da categoria ORE-2 para o Programa Caminho da Escola do FNDE – Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação.

Segundo a marca, a liderança histórica no mercado brasileiro de ônibus é resultado das constantes inovações. “Além do foco em conforto e segurança para os passageiros, nosso time está totalmente dedicado a apoiar os clientes na redução do consumo de combustível e de custos operacionais, contribuindo para a eficiência e a rentabilidade de seus negócios”, conclui Leoncini.

Vans
Mercedes-Benz/Divulgação
A Mercedes-Benz também encerrou 2019 na liderança do segmento de Large Vans (3,5 a 5 toneladas). Com 11.460 unidades emplacadas, entre Vans, Furgões e Chassis com Cabine, a marca conquistou uma participação de 35% e registrou um crescimento de 38% em relação a 2018.

A linha Sprinter, principal destaque da marca no segmento, garantiu a liderança no segmento de vans de passageiros com 5.860 unidades emplacadas e participação de 48%. No segmento de furgões 4.130 unidades da linha Sprinter foram emplacadas em 2019, garantindo 35% de market share. No caso dos chassis, foram vendidas 1.460 unidades, garantindo 17% de participação.

“A Sprinter já se consolidou no País pela numerosa oferta de soluções de mobilidade para pessoas e cargas. A partir de 2020, com a Nova Sprinter, iremos oferecer ainda mais vantagens para os nossos clientes”, destaca Jefferson Ferrarez, diretor de Vendas e Marketing Vans da Mercedes-Benz do Brasil. “Com sua agilidade e conforto de dirigibilidade, a Sprinter é ideal para entregas rápidas nos centros urbanos, cada vez mais congestionados e complicados. A Sprinter assegura facilidade dentro dessa complexidade, circulando com desenvoltura, robustez e versatilidade em todas as situações, seja nas vias centrais, no interior dos bairros, ladeiras e também nas curtas distâncias”.

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Mercedes-Benz
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários