Governo Bolsonaro inaugura pavimentação da BR-163/PA

Ministério da Infraestrutura/Divulgação
Uma das principais promessas do Governo Federal foi cumprida nesta sexta-feira, 14 de fevereiro. Em companhia do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que no ano passado garantiu aos caminhoneiros o fim dos atoleiros na principal rota de escoamento de grãos do norte do país, o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro inaugurou a pavimentação da BR-163/PA.

"É um momento de alegria depois de 40 anos de sofrimento. Essa obra começou a ser tratada pelo governo ainda na transição em 2018”, comemorou Jair Bolsonaro, nesta sexta-feira (14), durante a cerimônia de inauguração da rodovia. “O futuro do Brasil está nas mãos de quem trabalha, de quem não quer se escorar no estado para ter benefício próprio”, completou o presidente da República.

"A obra na BR-163/PA já transformou a vida dos milhares de caminhoneiros que circulam pela rodovia”, afirmou Tarcísio Gomes de Freitas. “Nós sabemos que é somente o início de um ciclo que só tende a gerar mais benefícios para a região”, completou o ministro.

Iniciada na década de 1970, a rodovia agora está completamente asfaltada entre os municípios de Sinop (MT) e Miritituba (PA). Com um investimento de cerca de R$ 150 milhões de reais, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Exército Brasileiro concluíram as obras de pavimentação dos 51 quilômetros localizados entre os municípios de Moraes Almeida (PA) e Novo Progresso (PA), último trecho que faltava para interligar, definitivamente, os estados de Mato Grosso e Pará.

Em função das características do clima e do solo da região a obra foi considerada um verdadeiro desafio para a engenharia nacional. Ao longo de 2019, técnicos do DNIT e os militares do Exército trabalharam de forma ininterrupta, de domingo a domingo, 24 horas por dia, sob as mais adversas condições climáticas.

Além de garantir a mais segurança para aproximadamente seis mil caminhoneiros que trafegam diariamente pela rodovia, a conclusão da pavimentação facilitará o escoamento da safra de grãos, que sai do centro do país, sobretudo de Mato Grosso, até os portos do Pará, impulsionando a economia nacional e incrementando a exportação para outros países.


Manutenção da rodovia
As obras na BR-163/PA não se concentraram apenas nos trechos de atoleiros. De acordo com o Ministério da Infraestrutura, também foram realizados serviços de manutenção em 1.300 quilômetros da rodovia, de Sinop (MT) a Santarém (PA), visando assegurar boas condições de trafegabilidade.

Privatização da BR-163/PA
Os investimentos na BR-163/PA não terminam com a conclusão da pavimentação. Está previsto para 2020 o início do processo de concessão da rodovia à iniciativa privada, outra promessa feita pelo Ministério da Infraestrutura no início de 2019.

LEIA: Governo Bolsonaro asfaltará BR-163 até Miritituba e depois concederá rodovia

Próximas rodovias pavimentadas
Durante a cerimônia de inauguração do trecho, o Ministro da Infraestrutura voltou a reforçar o compromisso de pavimentar outras importantes rodovias da região norte do Brasil, como por exemplo a BR-158, a BR-174 e a BR-230.

Ministério da Infraestrutura/Divulgação
TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Ministério da Infraestrutura
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Eu só não concordo que depois de pronta uma obra dessa de tão importância seja privatizada, para colocarem pedágios com preços altos a serem cobrados. As concessionárias é que deveria asfaltar as estradas sem pavimentação, ai sim elas poderia cobrar esses pedágios absurdos.

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.