Deputado apresenta proposta que exige curso de formação específica para motorista profissional

José Mário Dias/Blog da IVECO
Tramita em caráter conclusivo na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 5817/19 de autoria do Deputado Federal, Gelson Azevedo (PL/RJ).  

Além de inserir dispositivos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a proposta prevê a exigência da realização de um curso de formação específico para o exercício da atividade de motorista profissional no transporte rodoviário de passageiros ou de cargas.  

“Como já existe uma regulamentação própria quanto à profissão de motorista profissional, nada mais condizente do que transportar essa condição para o Código de Trânsito”, disse o autor, deputado Gelson Azevedo (PL-RJ), em referência à Lei 13.103/15.


Além da exigência de curso para motoristas profissionais, a proposta também prevê o desenvolvimento de um programa pedagógico a ser implementado por meio de parceria do Ministério da Educação com o Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Segundo o Deputado, o programa terá como principal objetivo proporcionar consciência de cidadania quanto às regras de trânsito.

Após a conclusão da tramitação, o Projeto de Lei 5817/19 será analisado pelas comissões de Educação; Trabalho, de Administração e Serviço Público; Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Confira na íntegra o PL 5817/19: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Agência Câmara Notícias
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

7 Comentários

  1. Primeiro teria que rever salários de motoristas

    ResponderExcluir
  2. Acho que o deputado,ao inves de buscar mais despesas aos ja profissionais em exercicio, deveria investir os "recursos a seremos gastos com está nova leí" em melhorias nas rodovias Gerais da nossa República, ou ate mesmo colocando educação viaria aos nossos estudantes! Pensé melhor Senhor deputado como váis a gastar nosso dinheiro PUBLICO!!!!

    ResponderExcluir
  3. Pelo amor de Deus,deputado vocês precisam é rever os baixos valores pagos no frete no Brasil.E também as transportadoras pagam a seus funcionários..Pessoas passam dias fora de casa e abdicam da própria vida para que não falte nada pra seus entes queridos e quer que o trabalhador ainda seja mais onerando???Só quem está no trecho sabe de todas as dificuldades diárias...O Brasil é caminhoneiro,grande abraço a todos!!!

    ResponderExcluir
  4. ELE PODERIA FAZER UMA PROPOSTA,PARA OS DEPUTADOS FAZEREM CURSOS,TAMBÉM,CONFORME A PROFISSÃO DELES,TIRAR DO BOLSO DELES,É NÃO DA CLASSE MENOSPREZADA,POR TODOS.

    ResponderExcluir
  5. Que tal fazermos exigências de curso superior, cursos de ética e cidadania, atestado de antecedentes criminais e etc. para todos os políticos de vereador a presidente.

    ResponderExcluir
  6. E muita falta de projetos descentes.como um camarada desse fica inventando moda. O camarada vê se fica mamando seu salário deitado em casa invés de fica tentando imerdar quem trabalha realmente. Há que te elegerão né. Povo do Rio de janeiro acompanhem seus deputados vejam as nerdas que tão fazendo e não elejam gente que não soma. Fica a dica

    ResponderExcluir
  7. E muita falta de projetos descentes.como um camarada desse fica inventando moda. O camarada vê se fica mamando seu salário deitado em casa invés de fica tentando imerdar quem trabalha realmente. Há que te elegerão né. Povo do Rio de janeiro acompanhem seus deputados vejam as nerdas que tão fazendo e não elejam gente que não soma. Fica a dica

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.