Caminhões poderão ter desconto no pedágio durante a noite em SP

Volvo Caminhões/Divulgação
Com objetivo de reduzir o custo Brasil e otimizar o uso das rodovias, o governo do Estado de São Paulo pretende reduzir o valor do pedágio para caminhões no período noturno. 

A novidade que faz parte da nova matriz logística do estado paulista, estabelecida pelo governo de João Dória (PSDB), está prevista para ser implantada a partir de 2020 e valerá para os principais corredores logísticos rodoviário do estado. 

De acordo com o governo estadual, os trechos contemplados com a redução serão definidos levando em conta a origem, o volume e o destino dos principais produtos transportados. A partir dessas informações define-se as rotas ideias para o transporte rodoviário de cargas no estado paulista. 

Ainda segundo o governo paulista, o caminhoneiro que utilizar as rotas ideais poderá usufruir do desconto no valor do pedágio das 22h às 6h. Em fase de discussões, o percentual ainda não foi definido. 

“Além de melhorar o trânsito e evitar acidentes, queremos diminuir o custo Brasil, que prejudica a competitividade dos nossos produtos”, diz o secretário de Logística e Transportes, João Octaviano.

Apesar de ser bem vista aos olhos do transporte rodoviário de cargas, o desconto nas tarifas de pedágio no período noturno esbarra em questões contratuais das próprias concessionárias que argumentam que diferenciações no preço das tarifas, provocam impacto no equilíbrio econômico-financeiro dos contratos.


“Se o valor da tarifa é reduzido para alguns, precisa ser aumentado para outros de modo a reequilibrar custos e receitas”, diz a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR). 

Octaviano, por sua vez, diz acreditar que as empresas concordarão com a redução na tarifa noturna por conta da economia que vão obter com a redução no número de acidentes. As empresas, afirma o secretário, quando há uma colisão, arcam com o custo de remoção dos veículos. “Com um número menor de caminhões conflitando com os automóveis, haverá uma redução na quantidade de acidentes e na quantidade de acidentes graves”, afirma.

A novidade esbarra ainda no quesito segurança. Devido ao elevado número de roubos de cargas no estado paulista, transportadores evitam circular a noite e em alguns casos seguradoras se recusam a fornecer coberturas no período noturno. 

Em contra partida, o governo afirma que, ao adotar o desconto nos pedágios, irá reforçar a segurança nas rodovias, com mais policiamento no tráfego noturno nos corredores logísticos.

“Toda medida que signifique uma flexibilidade na tarifa é bem-vinda”, afirma. “São Paulo tem boas rodovias, que não são de primeiro mundo, é bom que se diga, mas são muito onerosas”, destaca Tayguara Helou, presidente do sindicato das empresas de transporte de carga de São Paulo (Setcesp).

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Folha de S.Paulo
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários