Transportadores anunciam ganhos com a nova geração Titanium da Noma

Noma/Divulgação
Uma expectativa transformada em realidade. Essa é a constatação de transportadores que acreditaram nos benefícios prometidos pela nova geração Titanium de carretas da Noma do Brasil, e que compraram equipamentos durante o seu lançamento oficial no início deste ano.

Quem confirma e celebra a escolha é a Copercampos, uma das maiores cooperativas de comercialização de cereais e insumos para agroindústria do Sul do país. Segundo Walter Brandão, gerente de transportes da unidade de Campos Novos (SC), houve um ganho de 700 kg por carga transportada, desde que ele adquiriu quatro carretas bitrens graneleiras, direcionadas para o transporte de sementes e fertilizantes. “Carregávamos com equipamento de outro fabricante 36.300 kg por viagem. Hoje fazemos 37 toneladas, ou seja, a cada 10 cargas conseguimos transportar sete mil quilos a mais”, revela Brandão.

A satisfação é tanta com o resultado de desempenho e eficiência dos novos equipamentos, que a cooperativa confirma estar adquirindo mais duas carretas este mês e prevê ampliar seu portfólio com mais aquisições até o final de 2019, a fim de potencializar a economia em sua frota que hoje é de 52 caminhões. “Encontramos na Titanium o que buscávamos: qualidade, eficiência e ganhos comprovados”, comemora o gestor de transportes da Copercampos.

Segundo a direção da Noma, há um consenso no mercado de que a Titanium apresenta, na prática, os predicados anunciados durante o lançamento da nova geração, como maior capacidade de carga e de disponibilidade; ou seja, equipamentos rodando por mais tempo, devido a robustez e inovações vanguardistas aplicadas nos implementos. Além disso, há constantes elogios sobre aspectos inovadores de funcionalidade como a tecnologia de escoamento, as novas lonas de freio Carbon-fiber, e quanto ao designer arrojado de todas as linhas de produtos. “Constatamos que a Titanium tem se tornado uma carreta cobiçada, de status, em possuir um equipamento que atrai pela beleza contemporânea e que é capaz de entregar resultados inéditos ao transportador”, comenta Josué Correia de Araújo, gerente de engenharia da Noma.


Rodando no Centro Oeste
Faz apenas um mês que a Transporte Simonato adquiriu dois novos implementos da geração Titanium e sua direção já constata resultados significativos. A empresa, baseada em Mato Grosso, atua com carregamentos de soja, milho e fertilizantes e comprou dois bitrens graneleiros para substituir equipamentos da antecessora linha Fênix da Noma. “Não temos ainda dados exatos mas certamente estamos carregando cerca de 500 kg a mais por viagem o que nos deixa bastante satisfeitos, já pensando em adquirirmos mais um”, revela Sidinei Simonato, proprietário da empresa que leva seu sobrenome.

Segundo o executivo, antes, era preciso chegar ao porto de Paranaguá com o tanque quase vazio por conta da limitação de não ultrapassar a tara de 19.800 kg de acordo com regras do controle federal. Com a Titanium esse problema acabou, os caminhões chegam com mais de meio tanque, bem longe do limite imposto pela legislação. O executivo conta ainda que são ótimas as expectativas com a nova lona de freios. “As que temos da Fênix já apresentam resultados positivos. Confiamos que as da Titanium sejam ainda mais resistentes”, prevê.

A Noma segue realizando um levantamento estatístico sobre os resultados de desempenho do primeiro semestre de lançamento da geração Titanium. Os dados deverão ser apresentados na Fenatran, em outubro, assim como novidades e lançamentos de linhas inéditas no mercado brasileiro.
FONTE: Noma 

Postar um comentário

0 Comentários