Ministro da Infraestrutura avalia troca de empresas pelo Exército em mais obras da BR-116

Cléber Arruda
Em visita as obras de duplicação de trechos da BR-116/RS (Guaíba-Pelotas), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, considerou como positivo o avanço dos serviços que vem sendo executados pelo Batalhão de Engenharia do Exército Brasileiro. Além disso, o ministro anunciou a possibilidade dos militares assumirem as obras de outros trechos. 

"Impressionante como as obras andaram de janeiro para agora. Em alguns trechos está sendo feito retrabalho, porque a empreiteira saiu, abandonou o trecho", destacou o Tarcísio Freitas. 

Segundo o ministro, o diretor-geral do DNIT percorreu todo o trecho que está sendo duplicado, constatou alguns problemas e adiantou que há a possibilidade de rescisão de contratos com algumas construtoras e entrada do Exército em mais trechos. 


"Já vimos os problemas. Já identificamos empresas que estão com problemas e que eventualmente terão até seus contratos rescindidos. Estávamos conversando com o General Miotto sobre a possibilidade do Exército assumir alguns desses trechos", revelou o ministro. 

De acordo com o general, os serviços de duplicação que estão sendo executados pelo Exército Brasileiro acontecem 24 horas por dia, 7 dias por semana, independente das condições climáticas. "Com chuva ou sem chuva a gente está trabalhando. Os caminhoneiros passam aqui e buzinam cumprimentando os nossos soldados.", destacou o militar.

A BR-116/RS é estratégica e interliga Porto Alegre às principais regiões gaúchas, além de ser a principal via de acesso ao Porto do Rio Grande, importante corredor de escoamento de produção entre o Brasil e o Mercosul. No total, o Ministério da Infraestrutura prevê a duplicação de 235 km da rodovia até o fim de 2021 ­– investimento orçado em R$ 1,6 bilhão. Os primeiros 47 km serão liberados ainda neste semestre e beneficiam diretamente 12 municípios gaúchos. 
TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Zero Hora e Min. Infraestrutura
Caminhões e Carretas 

Postar um comentário

0 Comentários