Bolsonaro e Caixa anunciam renegociação de dívidas de caminhoneiros

Cláudio Neves/Portos do Paraná
Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro e o Presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, anunciaram a possibilidade de caminhoneiros renegociarem suas dívidas com o banco. 

De acordo com o presidente da entidade financeira, dívidas de cartão de crédito e outras despesas, como financiamento imobiliário, estarão incluídas na possibilidade renegociação que deve começar a valer a partir da próxima segunda-feira, 19 de agosto.

“A caixa já tem uma renegociação com 3 milhões de pessoas, de até 90% de desconto. Seiscentas mil pessoas evitaram de perder suas casas. […] Temos um volume significativo de caminhoneiros que também podem evitar de perder suas casas a partir de negociação que já tínhamos e ampliamos para os caminhoneiros”, disse Guimarães.


O presidente da Caixa ressaltou que a possibilidade de renegociação no momento é válida apenas para os caminhoneiros que possuem dívidas com a própria Caixa Econômica Federal. Para casos de crédito no Banco do Brasil ou Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Caixa precisaria negociar com os bancos. Entretanto, Bolsonaro acrescentou que estão ocorrendo conversas com esses dois bancos para que também renegociem as dívidas dos caminhoneiros.

Ainda segundo Guimarães, a partir da próxima segunda (19), os funcionários das agências já estarão aptos para atender e colocar em prática as renegociações com os próprios caminhoneiros.

A renegociação de dívidas vem sendo uma das principais reivindicações dos caminhoneiros desde que o Governo Federal retomou o diálogo com a categoria. A medida ganhou força após os próprios profissionais não conseguirem o empréstimo de R$ 30 mil reais, destinado a manutenção dos veículos, liberado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em maio.

Confira na íntegra o pronunciamento:
TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

1 Comentários

  1. ISTO É MAIS UMA PALHAÇADA DESTE GOVERNO PARA COM OS AUTÔNOMOS. VÃO ATENDER SÓ QUE QUEM É PESSOA JURÍDICA? COMO ASSIM? AJUDAR QUE JÁ É GRANDE? E OS PEQUENOS QUE QUEREM CRESCER? NADA DE NOVO? FORA BOZO!!!!!

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.