Governo Bolsonaro publicará nova tabela de fretes com reajuste baseado no IPCA

Está prevista para a próxima semana, mais precisamente a partir do dia 20 de janeiro, a publicação de uma nova tabela com pisos mínimos para o transporte rodoviário de cargas. A publicação cumpre com a determinação do Art. 5º da Lei nº 13.703 que estabelece a Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas e determina que uma nova tabela seja publicada a cada seis meses, tendo como data limite os dias 20 de janeiro e 20 de julho de cada ano. 
De acordo com o portal Valor Econômico, a tabela de fretes que está prevista para a próxima semana será reajustada com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A informação foi dada pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a entidades que representam os profissionais. 
Esta não será a única mudança na metodologia utilizada para a definição dos preços mínimos. Ainda segundo o portal Valor Econômico, a equipe do governo de Bolsonaro avalia outra mudança no parâmetro de atualização da tabela no reajuste seguinte, programado para 20 de julho deste ano. Essa mudança será pautada por discussões técnicas entre o governo e os transportadores, previstas para acontecerem entre 20 de janeiro e 20 de julho. 
Além das mudanças na metodologia para definição dos preços, o ministro da Infraestrutura informou ainda que pretende estreitar a relação com a categoria. Essa proximidade, segundo ele, virá da abertura de canais de comunicação pelas redes sociais e de reuniões mensais no órgão.

O que é o IPCA? 
O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é responsável por medir a variação dos preços de produtos e serviços para o consumidor final. O IPCA é também considerado como o principal indicador para a taxa de inflação do período, no Brasil.
Em 2018, o IPCA acumulado ficou em 3,75% segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Valor 
Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário