PRF previne acidentes por meio de fiscalização coibindo uso de rebites

A Polícia Rodoviária Federal intensificou a fiscalização do uso de substâncias psicoativas em motoristas de veículos de carga com a finalidade de evitar acidentes. O comando aconteceu na BR-010 no município de Dom Eliseu, nordeste paraense, e resultou na apreensão total de 45 unidades da droga anfetamina.
O primeiro flagrante ocorreu nesta segunda-feira (10), por volta das 13h, momento em que foi abordado um caminhão proveniente da cidade de Uberlândia/MG, seguindo para a cidade de Belém/PA. Após consulta ao tacógrafo (equipamento obrigatório inalterável de velocidade, tempo e distância percorrida pelo veículo), verificou-se que o motorista estava conduzindo o veículo há quase 17 horas ininterruptas.
Diante das evidências, buscas no interior do veículo foram realizadas, resultando na apreensão de 21 comprimidos da droga. O motorista confessou ter comprado os comprimidos em um posto abandonado no estado do Tocantins pelo valor de R$ 50,00.
A segunda ocorrência foi por volta das 18h, em abordagem a um caminhão Mercedes Benz 2430, vindo da cidade de Pilar do Sul/SP, seguindo para a cidade de Belém/ PA. Com o auxílio do tacógrafo, constatou-se que este condutor estava dirigindo por 14 horas seguidas. Nesta ação, uma cartela com com 05 unidades da droga anfetamina foi apreendida. Segundo o motorista, a cartela foi adquirida num bar há 6 meses na cidade de Russas/CE.
Na penúltima ocorrência, por volta das 20h50, a equipe da PRF abordou o caminhão Iveco, que vinha da cidade de Marabá/PA, seguindo para a cidade de Capanema/ PA. Após averiguação, o motorista apresentou uma cartela com 07 unidades da droga anfetamina. O condutor declarou que comprou a droga há 2 meses na cidade de Redenção/PA.
A quarta e última ocorrência aconteceu nesta terça-feira (11), por volta das 09h30, quando o caminhão Volvo FH 540 foi abordado pela equipe policial. Devido a suspeição averiguada também por meio do tacógrafo, busca na boleia do caminhão foram realizadas, culminando na apreensão de uma cartela com 14 unidades da droga. Quando indagando sobre a origem dos comprimidos, o condutor afirmou ter adquirido a substância ilegal na cidade de Paragominas.
Conhecida popularmente como rebite, a droga que tem sua venda proibida pela ANVISA, é um anorexígeno indicada para o tratamento da obesidade. A anfetamina é um estimulante do sistema nervoso central e faz com que o cérebro trabalhe mais depressa e causa nas pessoas a sensação de diminuição da fadiga e, por este motivo, os caminhoneiros conseguem realizar mais fretes e, consequentemente auferir mais lucro.
Os 4 condutores flagrados portando a substância proibida foram detidos e liberados após assinarem o Termo de Compromisso de comparecimento em juízo. Este tipo de fiscalização tem valor imensurável, pois retira de circulação prováveis causadores de acidentes graves. Vidas foram preservadas.
FONTE: PRF 

Postar um comentário

0 Comentários