AMAGGI compra lote de 300 caminhões da Nova Geração Scania

Com apenas três semanas de vendas da nova geração de caminhões no Brasil, a Scania acaba de comercializar o maior lote até o momento. Ao todo 300 unidades do modelo R 500 6x4 foram adquiridas pela Amaggi, uma das maiores empresas brasileiras do agronegócio e que atua na áreas de agricultura, logística e operações, commodities e energia, no Brasil e exterior.
“Em pouco tempo de abertura das vendas e já termos o volume recorde de um cliente do tamanho da AMAGGI é motivo de certeza do avanço tecnológico que estamos trazendo com a Nova Geração”, afirma Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil. “Estamos confiantes com a promessa de economia de até 12% do lançamento em relação à linha atual.”
“A aquisição destes veículos atende a uma necessidade estratégica na estrutura logística da AMAGGI, que já possui um longo histórico na administração de sua própria frota fluvial”, comenta o presidente executivo da AMAGGI, Judiney Carvalho.
Com a aquisição expressiva, a AMAGGI passa a contar com frota própria para transportar parte dos seus produtos em rotas estratégicas do segmento logístico, como por exemplo, no escoamento da produção agrícola até os portos para exportação.
“A ‘Máquina dos Sonhos’, como chamamos a Nova Geração, somada às demais soluções da marca em Serviços, estão prontas para surpreender e apoiar os clientes a diminuírem os custos operacionais e aumentarem sua rentabilidade”, completa Barral.
Com previsão de entrega a partir de fevereiro de 2019, os 300 Scania R 500 6x4, ideais para atuar em longas distâncias, serão combinados com rodotrens graneleiros de 25 metros, com capacidade para transportar até 49,5 toneladas de grãos cada um. Cada modelo ainda será coberto pela Manutenção Scania com Planos Flexíveis, que, por meio da conectividade, possibilita melhor gestão das manutenções, aumentando a disponibilidade da frota.
A maior venda para um embarcador feita pela Scania no Brasil, bem como a oferta do combo de soluções de caminhões e serviços ocorreu após um amplo estudo da concessionária Scania Rota Oeste para entender as necessidades da operação da AMAGGI, que a partir das informações colhidas, permitiu a escolha da solução que trará mais rentabilidade as operações da empresa. 
As operações da AMAGGI
De caráter intermodal, a rede logística da AMAGGI combina transporte rodoviário, fluvial e ferroviário. Toda essa estrutura está em total conexão com as plataformas de negócios da AMAGGI, permitindo que a companhia transporte seu produto de forma mais eficiente e com o menor impacto possível ao meio ambiente. A frota Scania ajudará o cliente nesse objetivo, pois seus motores chegam com nova tecnologia, que emite menos gases poluentes.
As operações da AMAGGI com vistas à exportação estão distribuídas entre sete grandes corredores/portos: Corredor Tapajós (Barcarena-PA), com modais rodoviário e hidroviário; Corredor São Luís do Maranhão (Tegram), modais rodoviário e ferroviário; Corredor Madeira (Itacoatiara-AM), com modais rodoviário e hidroviário;  Porto  Aratu-BA, com modal rodoviário; Porto de São Francisco-SC, modais ferroviário e rodoviário; porto de Guarujá-SP (TGG), modais rodoviário e ferroviário; e Porto Termasa/Tergrasa-RS, com modais hidroviário, ferroviário e rodoviário.

Confiança no mercado de caminhões

Atenta a retomada gradativa economia nacional e confiante no desempenho da nova geração de caminhões, a Scania, parceira líder na transição para um sistema de transporte mais sustentável, acredita que em 2019 o mercado de caminhões acima de 16 toneladas (semipesados e pesados), deverá crescer entre 10% e 20% na comparação com 2018.

LEIA: Scania projeta alta de até 20% no mercado de caminhões em 2019

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Scania 
Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

19 comentários:

  1. Quando o soja tava 27 reais e o milho 9 reais o saco vcs não pensavam em compra caminhão.pois as máquinas de vcs eram pequenas lucro pequeno.ai agora 60 reais o saco de soja sobra dinheiro pra compra até 1000 caminhão.governo vagabundo que através de bloquear essa compra fica atras da parede.mas isso vai virar o jogo seu amaggi.daqui uns dias uns tenpo vc devolve o dinheiro trocado.deixa a China dizer países asiáticos falar não quero soja brasileira.se acaba de tirar o serviço de muito motorista sucesso

    ResponderExcluir
  2. Quero só saber quanto custa scania
    Por quer vai ter treta de icms PIS Cofins vão tomar tudo no cu esssa maggi

    ResponderExcluir
  3. Desses 300 100 os bandidos de São Paulo se não mudar a situação da violência ficará com essa parte da frota que pelamordedeus andar em São Paulo não tem mais condições muito roubo boa sorte

    ResponderExcluir
  4. Comprar é facil quero ver é arrumar 300 profissionais para este 300 caminhões e não JOGAR na Estrada um bando de doido que se acha so porque está de caminhão novo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para motorista profissional tem muitos tudo depende salário benefícios muitos profissionais abandonan a comissão

      Excluir
    2. Tenho interesse em uma vaga pra trabalhar católica.ae 065999376321

      Excluir
  5. Comprar eles compram tem um mooooote de benefícios facilidades quero ver e administrar 300 motoristas acho um exagero puro capricho lamentável .poderiam investir em produção .de grãos.eo que eles são especialista.varuos já tentaram .mas falhou ...boa sorte

    ResponderExcluir
  6. Também queria comprar mas atualmente nem um de plástico da

    ResponderExcluir
  7. Vamos aguardar o Bolsonaro assumir e daí vamos ver se a amaggi pagou as fazendas que ela se apoderou duranrd os mandados do Blairo no congresso no governo do MT e no senado

    ResponderExcluir
  8. Acho q estão surgindo pelo menos 300 empregos e to vendo gente gorando ... vai tudo vcs tomar no cu ... deixa o cara comprar os caminhão dele .. se ele vai pagar ou não , é problema dele ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim vai da emprego e quebra de fez com os autônomos esse eo brasil q vc quer 10% com a riqueza eo resto empregado delea

      Excluir
  9. Aí eh pra fuder de vez com o autônomo.

    ResponderExcluir
  10. Parabéns a Amaagi, o Brasil buscando novos horizontes de sucesso e com certeza será um investimento abencoado por Deus, pois muitos profissionais pai de familia serao empregados, acreditar é uma virtude para aqueles acreditam na força do trabalho e da honestidade por isso Amaagi é uma Empresa que Cresce a Cada dia mais e esta sem duvidú entre as maiores potência deste país e por que nao dizer do mundo,"Parabéns Amaagi"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais e gramputa mesmo fala q uns ladrao dssses sao abençoado por deus eles vão e rira o emprwgo de mr gente com isso nao aofertar emprego

      Excluir
  11. Única coisa a dizer, Boa sorte ...

    ResponderExcluir
  12. Será que tudo isso é por causa da Tabela ANTT ???

    ResponderExcluir
  13. Sim tudo por causa da Tabela ANTT, e nao vai parar por isso, depois dos 300 virão + 300 fora outras Tradings que vao tomar o mesmo rumo em novas aquisições de caminhões.. Agora não para mais!!!!

    ResponderExcluir
  14. Parem de choro, o Brasil é enorme e tem trabalho para todos, autônomo não fica parado sou autônomo a quase oito anos passo perrengue as vezes mas a vitória vêm de Deus, tem muitos motoristas precisando trabalhar, parem de desejar "gorar" a empresa e bola p frente e que eles empreguem companheiros bons pais de família que realmente precisa, forte abraço a todos.

    ResponderExcluir
  15. Acabou com o autônomo vai ferrar meio mundo

    ResponderExcluir