Scania registra crescimento de 9% nas vendas no primeiro semestre de 2018

A Scania divulgou recenteme o relatório de vendas e receitas durante o primeiro semestre de 2018 (janeiro a junho). Destaque para o crescimento recorde das vendas líquidas e do lucro operacional no primeiro período do ano. 
Segundo os dados da montadora, no primeiro semestre de 2018 as vendas líquidas registraram um crescimento de 9% subindo para um nível recorde de quase 66.228 milhões de coroas suecas. Já o lucro operacional chegou a 6.950 milhões de coroas suecas. De acordo com a montadora, estes números garantiram uma margem operacional de 10,5%. 
De acordo com Presidente e CEO da Scania, Henrik Henriksson, a procura por caminhões continua forte na maioria dos mercados, impulsionada pelos setores automotivo, de mineração, florestal e agrícola, entre outros.  No mercado Europeu a demanda se manteve em alta no semestre trimestre, devido ao cenário econômico positivo no continente. Henriksson destacou ainda a retomada gradativa das vendas na América Latina, em especial no Brasil, que vem apresentando uma lenta recuperação. Segundo o presidente o mercados da Eurásia e Ásia também contribuíram de forma significativa devido a grande demanda em alta, destaque para o elevado nível de encomendas na Rússia.
Ainda segundo o relatório da montadora, a demanda no segmento de ônibus também se mantem forte. Na área de motores, a demanda está atingindo novos patamares recordes e apresenta tendência positiva em todos os segmentos. Já os Serviços Financeiros reportaram receitas operacionais de SEK 665 milhões e as perdas de crédito permaneceram em níveis baixos.
Por fim, Henriksson, revelou que os números positivos só não foram ainda melhores devido a um mix de mercado menos favorável, custos de produção mais altos e a recente suspensão temporária das entregas e produção de modelos V8, o que provocaram um impacto negativo no fluxo de caixa, cerca de  -1.157 milhões de coroas suecas.

TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário