Mercedes-Benz lança piloto automático adaptativo para ônibus rodoviários

A liderança da Mercedes-Benz no desenvolvimento de tecnologia de ônibus no Brasil ganha novamente evidência com o lançamento, neste mês, do ACC – piloto automático adaptativo para os ônibus rodoviários O 500 RS e RSD. Esse sistema de segurança, por meio de sensores na dianteira, ajuda o motorista a manter o ônibus numa distância segura em relação ao veículo que vai à frente. Se o condutor não reagir, o sistema entra em ação, freando ou acelerando automaticamente o veículo para evitar o impacto.
O ACC acelera e freia automaticamente e se desabilita a uma velocidade menor que 15 km/h. Independentemente da ativação do ACC, o motorista tem total autonomia para acelerar ou frear, bastando usar os pedais para isso. Ou seja, o condutor tem sempre o domínio do veículo.
Esse equipamento vai mais além do que um piloto automático convencional, que mantém uma velocidade constante do veículo conforme determinado pelo motorista, proporcionando redução do consumo e diminuição do stress do condutor.
“O piloto automático adaptativo reduz o risco de acidentes, trazendo mais segurança para os passageiros, os motoristas e os outros veículos da via”, ressalta Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Graças à atuação de sensores, esse avançado sistema identifica os veículos à frente a partir de 200 metros, mesmo numa situação de neblina, vantagem muito importante nas estações frias do ano, aumentando a segurança e conforto nas estradas. Além disso, pelo fato de atuar automaticamente, o ACC alivia o stress do motorista, que pode se concentrar mais à condução e ao tráfego”.
“A introdução do ACC nos nossos ônibus rodoviários O 500 representa um importante passo da nossa Empresa no rumo do ônibus autônomo com sistemas ativos de segurança no Brasil”, afirma Walter Barbosa. “Estamos antecipando uma tecnologia já presente no inovador Future Bus Mercedes-Benz na Europa, que demonstrou sua eficiência e confiabilidade em trechos de circuito fechado de BRT na Holanda. Ou seja, radares, sensores, câmeras, sistema de navegação GPS controlado por satélite e conectividade, elementos do Future Bus, naturalmente serão a referência para o desenvolvimento e operação do nosso futuro ônibus autônomo aqui no Brasil. Temos conhecimento e ampla experiência para isso”.

ACC é uma solução para a realidade das estradas brasileiras
O piloto automático adaptativo da Mercedes-Benz é indicado para médias e longas distâncias rodoviárias, especialmente para aquelas caracterizadas por retas muito longas e declives acentuados, muito comuns no Brasil e na América Latina. Também é ideal para trechos de serra, com muitas curvas e neblina, pelo fato de identificar veículos à frente e, automaticamente, frear ou acelerar, conforme a situação.
“Com a introdução do ACC, os ônibus rodoviários O 500 passam a oferecer 14 itens de segurança, ficando a critério do cliente escolher o pacote mais adequado a suas demandas e operações de transporte”, diz Walter Barbosa. “Assim como olham com atenção para o desempenho, consumo de combustível e custo operacional, as empresas de ônibus valorizam cada vez mais os itens de tecnologia, conforto e segurança, visando oferecer um serviço de qualidade aos passageiros e que assegure sua satisfação e fidelidade. Nossos ônibus O 500 contribuem cada vez mais para isso, especialmente pela ampla e abrangente oferta de itens de segurança”.

14 itens de segurança em ônibus rodoviários O 500
· ACC (Active Cruise Control) – piloto automático adaptativo
· AEBS (Advanced Emergency Braking System) – sistema de frenagem de emergência
· LDWS (Lane Departure Warning System) – sistema de aviso de faixa
· TPMS (Tyre Pressure Monitoring System) – sistema de monitoramento da pressão e temperatura dos pneus
· Retarder – sistema auxiliar de freio
· Top-Brake – freio-motor auxiliar
· Suspensão com sistema anti-tombamento
· ABS – sistema anti-travamento
· ASR – sistema de controle de tração
· EBS – sistema eletrônico de freios
· ECAS – suspensão pneumática controlada eletronicamente
· ESP – controle eletrônico de estabilidade
· Eixo ERA direcional: maior estabilidade
· Freio a disco

“Com todos esses itens, a linha rodoviária Mercedes-Benz é referência em segurança e conforto no mercado brasileiro e exportação. Essa família O 500 é a mais moderna e avançada, desenvolvida no conceito modular, que permite receber todos os tipos de carroçarias desejadas pelos clientes”, reforça Walter.
Redução de consumo ganha destaque nos ônibus Mercedes-Benz
Os recursos dos ônibus Mercedes-Benz no que se refere à redução de consumo e emissões ganham importância em metrópoles, como São Paulo e Rio de Janeiro, além de outras grandes cidades do Brasil e da América Latina. Entre essas avançadas tecnologias, incluem-se, ainda, o RKM (sistema de recuperação de energia elétrica) e o EIS (desligamento automático do motor).
O gerenciamento inteligente do RKM, cuja principal vocação são os ônibus urbanos, aproveita a reserva de capacidade de energia elétrica produzida pelos alternadores do veículo, principalmente nos momentos de desaceleração, e a armazena em super capacitores, que atuam de modo autônomo. A energia elétrica armazenada é utilizada como fonte adicional durante os momentos de aceleração do ônibus.
Com os super capacitores carregados, o RKM disponibiliza uma carga de energia elétrica que normalmente é fornecida pelos alternadores, que são acionados pelo motor do veículo. Ao liberar os alternadores dessa função, o sistema propicia uma economia no consumo de combustível. Nos testes realizados pela Engenharia de Desenvolvimento da Mercedes-Benz, foram registradas economias médias de cerca de 2%. Além disso, o RKM assegura diminuição nas emissões de CO2 (Dióxido de Carbono).
O EIS (Engine Idle Shutdown) é um inovador sistema de desligamento automático do motor. Se o ônibus está parado, porém com motor ligado, câmbio no ponto morto e freio de mão acionado, numa situação que perdure por um longo período – por exemplo, 4 minutos – sem que o motorista acelere o veículo ou acione o freio de serviço, o sistema entra em ação e automaticamente desliga o motor.
Esta é uma situação bastante comum em garagens, rodoviárias, terminais urbanos e pontos de parada. Nessas circunstâncias, o EIS entra em ação, proporcionando economia no consumo de combustível, além de reduzir as emissões de poluentes e de ruídos. Esta solução acaba por contribuir para a conscientização do motorista quanto à necessidade de se desligar o motor se o veículo ficar parado por um tempo prolongado.

Pacote “Fuel Efficiency” assegura ganhos no curto e no longo prazo
Lançamento recente no País, o Pacote “Fuel Efficiency” também ganha evidência na linha Mercedes-Benz. Visando assegurar redução no consumo de combustível para as empresas de transporte rodoviário de passageiros, o “Fuel Efficiency” inclui uma nova parametrização do câmbio automatizado Mercedes PowerShift GO 240, compressor de ar do motor com otimização de energia, gerenciamento eletrônico do ventilador do radiador, aumento de torque para o motor OM 457 LA de 360 cv para 1.850 Nm, sistema Eco Roll na caixa automatizada e o sistema de desligamento automático do motor.
“O custo do combustível é um dos itens mais importantes na gestão de uma frota. Por isso, não paramos de desenvolver novas soluções para atender às necessidades dos clientes quanto à redução do consumo”, afirma Walter Barbosa. “Conforme o modelo e os itens escolhidos pelo cliente, além das condições de operação e dirigibilidade do veículo, pode-se chegar a uma redução entre 2% e 8% no consumo de combustível, em comparação com atuais versões dos chassis O 500”.
Com o menor consumo, as novidades tecnológicas proporcionam redução do custo operacional e uma melhora do TCO, que é o custo operacional total do veículo ao longo de sua vida útil. Isso resulta numa ótima relação custo/benefício e em maior rentabilidade para as empresas de transporte de passageiros.
O Pacote “Fuel Efficiency” para os ônibus rodoviários O 500 RS, RSD e RSDD reforça o posicionamento da linha de ônibus da Mercedes-Benz como a mais tecnológica do País, destacando-se por itens que garantem um elevado padrão de desempenho, economia, conforto e segurança no transporte de passageiros.
“A oferta de equipamentos e sistemas avançados amplia ainda mais o leque de possibilidades para que os clientes configurem os seus ônibus de acordo com suas demandas, tipo de operação e condições de topografia onde irão atuar. Dessa forma, além de menor custo operacional, poderão desfrutar de muito mais benefícios em termos de segurança”, ressalta Walter Barbosa.

Resumo dos itens do Pacote Fuel Efficiency
· Nova parametrização do câmbio automatizado GO 240
· Power Reduction – compressor de ar com otimização de energia
· Visctronic – controle inteligente de acionamento do ventilador do radiador
· High Torque – aumento de torque para OM 457 LA de 360 cv
· EIS – sistema de desligamento automático do motor  
· Eco Roll no câmbio automatizado, sistema que desacopla a embreagem a fim de economizar combustível em declives

Nova geração de caixas automáticas para ônibus urbanos O 500
Entre as novidades em 2018 para a linha de ônibus urbanos O 500 (articulados e superarticulados), a Mercedes-Benz oferece novas gerações das caixas automáticas Voith DIWA e ZF Ecolife.  Ambas proporcionam redução de até 1,5% no consumo de combustível, além de assegurar menor ruído na operação, trazendo assim mais conforto e bem-estar a bordo.
A caixa automática reduz a pressão de trabalho quando não está em plena carga ou em velocidade de cruzeiro e alivia a carga solicitada ao motor. Além disso, conta com assistente de partida em rampa, retarder incorporado e sensor de inclinação que detecta a topografia.
FONTE: MAN Latin América 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário