Scania XT ganha opção de motorização a gás

Oito meses após a apresentação da nova geração de caminhões off-road, batizada de XT, a Scania anunciou na última semana o lançamento de uma nova opção de motorização para esta gama de veículos. O lançamento tem como principal objetivo oferecer uma alternativa sustentável para o setor de construção, com emissões de carbono significativamente reduzidas.
A partir de agora a nova geração XT poderá ser equipada com o inédito motor de 13 litros e 410 cavalos de potência movido a gás natural. Ao escolher esta opção, o caminhão passa a ser equipado com oito tanques de gás comprimido de 118 litros (CNG). Os tanques são montados em uma posição elevada ao longo da estrutura para garantir uma distância maior em relação solo, o que é vantajoso em aplicações fora-de-estrada e em canteiros de obras com solos irregulares. 
Segundo a montadora, o Scania XT a gás atenderá as diversas e versáteis aplicações do setor de construção, especialmente em transportes de e para os centros das cidades, onde as preocupações com a qualidade do ar provocaram limitações de tráfego. Além disso o modelo será igualmente competitivo em países com um suprimento de gás abundante, onde o gás está frequentemente disponível a um custo menor do que o diesel.
De acordo com a Scania, o novo modelo off-road a gás pode ser implementado de forma lucrativa em operações como basculante, guindaste, poliguindaste roll on / roll off ou betoneira. Se configurado como basculante e operado em vias pavimentadas, o inédito Scania XT a gás garante uma autonomia de até 500 quilômetros. 
Se comparado aos tradicionais modelos movidos a diesel, a Scania garante que o inédito Scania XT a gás trata-se de um caminhão convencional, sem diferenças na tomada de força e tempo de resposta. 
“Com o aumento das restrições de tráfego ambiental em muitas cidades, a introdução de caminhões a gás será certamente uma alternativa bem-vinda”, conclui o Gerente de Produtos Magnus Gustavsson, da Scania Trucks, Construction.
TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário