Postos de combustíveis apoiam greve de caminhoneiros e fornecem estrutura para motoristas

Diante da grande repercussão da greve nacional de caminhoneiros iniciada nas primeiras horas desta segunda-feira (21), postos de combustíveis anunciaram por meio de comunicados oficiais o apoio a paralisação nacional e prestação de auxílio os caminhoneiros envolvidos nas manifestações. 
A Rede de Postos Marajó, única empresa a atender toda a BR-153 através de postos nos estados de Minas Gerais, Goiás, Tocantins e Pará, foi a primeira a comunicar o apoio a paralisação de caminhoneiros. Segundo a nota oficial Rede, a cobrança de estacionamento será isenta durante as manifestações, especialmente hoje (segunda-feira, 21). Além disso, a unidade de Aparecida de Goiânia, no km 516 da BR-153 fornecerá café da manhã a todos os caminhoneiros presentes no local. 
Já no estado de Santa Catarina, o Auto Posto Brambila, localizado no KM da BR-101, também declarou apoio a greve de caminhoneiros. Segundo nota divulgada pelo próprio posto, banheiros e estacionamentos estão sendo disponibilizados de forma gratuita. Em nota o posto destaca ainda que compreende a importância da manifestação para os caminhoneiros e para toda a sociedade brasileira. 
Por fim, no estado do Mato Grosso, a Saldanha Ar Condicionado, empresa especializada na climatização de caminhoneiros, declarou através das redes sociais apoio a manifestação de caminhões e relevou uma parceria com o Posto Marajó, localizado na Rodovia dos Imigrantes em Várzea Grande, região de Cuiabá. Segundo o comunicado da empresa, nesta segunda-feira (21) o posto disponibilizará estacionamento gratuito para os caminhoneiros e a Saldanha Ar Condicionado distribuirá  50 vales refeição por dia aos caminhoneiros que estiverem nas instalações do posto. 
Também no Mato Grosso, o Grupo Aldo, anunciou nesta segunda-feira (21) o apoio a paralisação de caminhoneiros. Segundo comunicado divulgado nas redes sociais pelo próprio Grupo, todos postos da rede, localizados nos estados do Paraná, São Paulo, Goiás e Mato Grosso irão disponibilizar gratuitamente estacionamento grátis durante o período de paralisação, café da manhã e almoço, banheiros e chuveiros quente e ainda o carro do cliente para auxílio e emergência. Segundo a rede de postos, as medidas valem para todos os caminhoneiros que estiverem parados nos pátios. 
Na última quinta-feira (17), a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis) defendeu o fim da oscilação dos preços da gasolina e do óleo diesel para o consumidor final. Em nota, a entidade argumenta que a política da Petrobras, de reajustes diários nas refinarias, "está trazendo prejuízo para famílias e empresas brasileiras". Diz ainda que "muitos postos estão perdendo fôlego financeiro e não conseguem sobreviver em meio a este cenário".

LEIA: Postos pedem que governo altere tributação de combustíveis para conter preços

Confira na íntegra o comunicado da Saldanha Ar Condicionado: CLIQUE AQUI 

Confira na íntegra o comunicado da Rede de Postos Aldo: CLIQUE AQUI 

Confira na íntegra o comunicado da Rede de Postos Marajó:
Confira na íntegra o comunicado do Auto Posto Brambila:
Saiba tudo sobre a greve de caminhoneiros: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte
Blog Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

18 comentários:

  1. Pq esse governo de merda não reduz a CID. Não adianta aumentar imposto se reduz o consumo.

    ResponderExcluir
  2. GREVE GERAL JÁ POR LULA LIVRE E LULA PRESIDENTE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse ladrão e o responsável por tudo isso que tá acontecendo

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. lula livre pra roubar e quebrar mais ainda a petrobras, essa situacão nossa é tudo culpa dele

      Excluir
    4. Vai ter capim também???

      Excluir
    5. Capim pra tua mãe sim

      Excluir
    6. Os pisto irão distribuir capim?

      Excluir
    7. Ninguém aqui é masoquista não para deseja Lula livre não, ele foi o principal responsável por tudo que está acontecendo maluco.

      Excluir
    8. A culpa não é só do lulL, e sim de todos que estão no governo, todos roubando dos brasileiros, cambada de vagabundos, eles querem dinheiro tira do salário milionários deles.

      Excluir
    9. Nem a ONU quer ele livre kkkkkkk só os mamadores das tetas de estrelinhas vermelhas... Se Temer está no poder, foi porque ele foi convidado pelo PT.

      Excluir
  3. Temos sim,que parar.
    Temos que se unir pra coseguirmos alguma coisa.
    Todo mundo pode fazer greve, so nao os motoristas.
    Essa greve está mexendo com todo mundo não e só com o transporte.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns aos caminhoneiros e a todos q estão apoiando, só assim vamos mudar o país

    ResponderExcluir
  5. Mas os caminhoneiros parando o Brasil querendo ou não vai parar por que?as impresas de ônibus não vai ter combustível,aviões,barcas os postos de gasolina não vai ter combustível etc eu apoio a paralisação continue até vcs conseguirem o seus objetivos ��������

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. O caminhoneiro e a veia do Brasil .os pequenos os grandes só vao sentir se eles pararem .isso mesmo uns dez dias parado já lasca com tudo .apoiado .apoiado .e aos que criticam ou que falam merda dos caminhoneiros parados .notem aí a falta que faz o serviços deles .já estão notando n importância da manifestação deles né .

    ResponderExcluir
  8. Espero que não desistão antes de conquistarem os seus objetivos,senao o Brasil tomba de vez....o pessoal da alta tbem tem que sentir na pele , só estão acostumados com altos lucros ,e o povão na m**da,...

    ResponderExcluir
  9. EU ACHO QUE ESSES CAMINHONEIROS NÃO AGUENTAM MAIS UM DIA NESSE FRIO E SEM MANTIMENTO DEVERIA METER A MAO NA CARA PRA ELE VOLTAR TRABALHAR POR QUE JA TA FALTANDO GÁS AQUI PORRA

    ResponderExcluir