Cresce o número de pontos de paralisação de caminhoneiros na noite desta segunda

A paralisação nacional de caminhoneiros contra os consecutivos e diários aumentos nos preços do combustíveis deflagrada nesta segunda-feira (21), segue ganhando força em todo o país nas primeiras horas desta noite. 
Balanços recentes apontam para atos de manifestação e bloqueios pelo menos 19 Estados Brasileiros: Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.
O protesto inicialmente convocado pela Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), ganhou força em todo o país após outras entidades confirmarem apoio e adesão. 
Confira a situação nos estados com maior quantidade de pontos de paralisação: 

Minas Gerais:
Segundo as informações mais recentes da Polícia Rodoviário Federal (PRF), 20 pontos de manifestação estão sendo registrados em 6 seis rodovias que cortam o estado mineiro: 
São Paulo:
De acordo com as concessionárias que administram rodovias no estado Paulista, a registro de manifestações na Rodovia Castelo Branco (KM 16 ao 13), na Fernão Dias (KM 36) próximo ao município de Atibaia e na Nova Dutra sentido Rio de Janeiro, em Jacareí (KM 161).

Rio de Janeiro:

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 7 pontos de manifestação de caminhoneiros estão sendo monitorados em 5 rodovias federais que passam pelo estado carioca. Confira: 
Paraná:
Já no estado do Paraná, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), já identificou 22 pontos de manifestação em 6 rodovias do Estado. Confira: 

Espírito Santo: 
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), três manifestações de caminhoneiros foram registradas em duas rodovias federais que passam pelo estado. Uma no KM 156 da BR-262, em Ibatiba e outras duas na BR-101, nos KM 302 e 375, em Viana e Iconha respectivamente. 

Rio Grande do Sul:
No Rio Grande do Sul, as informações mais recentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), apontam para 24 pontos de manifestação em 10 rodovias federais do estado Gaúcho. Confira:

Santa Catarina: 
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) 14 pontos de manifestação estão sendo registrados e monitorados em 5 rodovias federais que cortam o estado catarinense. Confira: 
Goiás:
Várias distribuidoras de combustíveis em Goiânia Senador Canedo, na Região Metropolitana, foram fechadas por grupos de caminhoneiros. Além disso, Polícia Rodoviária Federal (PRF) 10 pontos de manifestação em 8 rodovias federais que cortam o estado. Confira: 
Mato Grosso:
Já no Mato Grosso, o maior produtor de grãos do país, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registra 9 pontos de manifestação de caminhoneiros em 5 rodovias federais que cortam toda a região. Confira: 
Mato Grosso do Sul: 
No Mato Grosso Sul, as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontam 8 pontos de paralisação de caminhoneiros em 4 rodovias federais que cortam o estado. Confira: 
Bahia: 
No estado Baiano, Polícia Rodoviária Federal (PRF) contabilizou até o momento 14 pontos de manifestação 

Pernambuco: 
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apenas um ponto de manifestação está sendo registrado no KM 83 da BR-101, próximo ao município de Cabo de Santo Agostinho. 

Paraíba:
Protestos foram registrados na BR-104, no sentido Campina Grande-Queimadas. A rodovia está parcialmente bloqueada e sendo liberada apenas para os carros de passeio.
Rio Grande do Norte: 
No Rio Grande do Norte, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também registra apenas um ponto de manifestação está sendo registrado no KM 105 da BR-101, próximo ao município de Panamirim. 

Ceará:
Já no estado Cearense, Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou a existência de dois pontos de manifestação em duas rodovias diferentes. O primeiro no KM 526 da BR-116, em Jati e o segundo no KM 419 da BR-020, no município de Maracanaú.

Tocantins:
No Tocantins, Polícia Rodoviária Federal (PRF) registra três pontos de bloqueios diferentes na BR-153, no KM 245, em Colinas do Tocantins, no KM 360, em Fortaleza do Tabocão e no KM 674, em Gurupi. 

Pará:
No Pará, caminhoneiros são responsáveis por dois pontos de bloqueio em duas rodovias federais do estado. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os protestos acontecem no KM 23 da BR-316, em Benevides e no KM 165 da BR-010, em Paragominas. 

Roraima:
Em Roraima, Polícia Rodoviária Federal (PRF) também registra apenas um ponto de manifestação está sendo registrado no KM 504 da BR-174, próximo a capital Boa Vista.  
Rondônia:
Em Rondônia, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou o registro de apenas um ponto de bloqueio no KM 780 da BR-364, no município de Porto Velho. 


LEIA: Postos de combustíveis apoiam greve de caminhoneiros e fornecem estrutura para motoristas

Preço do óleo diesel
Segundo o Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais (Setcemg), em 10 meses (11 de julho de 2017 a 17 de maio de 2018) que a nova política de preços da Petrobras está sendo praticada, o preço do óleo diesel subiu 59,62%, ou seja, ouve um elevadíssimo aumento de custo no transporte causando uma defasagem de 23,85% no valor do frete. 
A entidade destaca ainda que somente no mês de maio o preço do combustível já registrou alta de 9,33%No acumulado do ano (janeiro a maio) o preço do combustível subiu 21,80%

LEIA: Preço do óleo diesel acumula alta de 59% em apenas 10 meses 

Governo Federal 

Após uma semana sem qualquer pronunciamento ou posicionamento diante das inúmeras tentativas de diálogo das entidades do transporte rodoviário de cargas do país, o governo federal, através do Presidente Michel Temer, convocou para hoje (21) uma reunião emergência para discutir a alta dos preços dos combustíveis.

LEIA: Temer convoca reunião com ministros para discutir protestos de caminhoneiros

Saiba tudo sobre a greve de caminhoneiros: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte
Blog Caminhões e Carretas
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários: