Senador lamenta demora para recuperação de rodovias no Mato Grosso

O senador José Medeiros (Pode-MT) lamentou, nesta sexta-feira (2), a demora na duplicação e recuperação de rodovias federais em Mato Grosso. Caminhões com toneladas de carga e pequenos carros de passeio juntos, compartilhando a mesma estrada, são uma combinação fatal que tem levado a milhares de mortos, mais do que em guerras, observou.
A rodovia BR 163 já deveria ter sido duplicada, observou, pois passou pelo processo de concessão e os usuários já estão pagando pedágio. Mas o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) não repassou os recursos que financiariam a obra, explicou o senador. Já na BR 242, que já estava com o processo adiantado, quase iniciando as obras, foi preciso paralisá-las por problemas com licenciamento ambiental, numa ação do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).
Segundo Medeiros, a burocracia excessiva se deve ao fato de a BR passar próxima a uma reserva indígena. Na opinião dele, é injusto que o Ibama massacre o estado dessa forma em nome de “tanto papel”. Suas críticas foram direcionadas especialmente à presidência do órgão.
— A rodovia continua emperrada porque a presidente do Ibama quer. Mato-grossenses, saibam nesse momento que pessoas continuam morrendo, que pessoas continuam sofrendo porque uma burocrata quer — lamentou.
FONTE: Agência do Senado 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário