Pronto para ser votado, projeto causará demissão em massa no setor transportador

O Projeto de Lei nº 8.456/17, que está com pedido de urgência para ser votado no plenário da Câmara, vai gerar demissões em massa no setor transportador. Essa é a avaliação do presidente da CNT (Confederação Nacional do Transporte), Clésio Andrade.
A proposta prevê a reoneração da contribuição previdenciária aumentando significativamente o custo da prestação dos serviços de transporte, pressionando a inflação e causando reflexo direto na mesa do trabalhador.
Na avaliação do presidente da CNT, a reoneração penaliza o setor produtivo, que é fundamental para a reativação da economia brasileira. "Fazemos a movimentação de trabalhadores e transportamos toda a produção do país, desde os insumos aos bens finais", conclui o representante da Confederação.
Segundo o texto do Projeto, empresas que atuam com transporte rodoviário de cargas, ferroviário de cargas, aéreo de cargas e de passageiros, marítimo e com o armazenamento de contêineres deverão, obrigatoriamente, recolher 20% sobre os pagamentos dos empregados e contribuintes individuais (sócios e autônomos) para a Previdência Social.
A CNT defende que todos os modais do setor transportador continuem com a contribuição previdenciária sobre a receita bruta, principalmente, em razão do momento que o país enfrenta e da necessidade de continuar gerando empregos, a fim de consolidar a retomada da economia.
FONTE: CNT 

Postar um comentário

5 Comentários

  1. Como sempre a corda vai estourar do lado mais fraco o trabalhador pois com certeza vão dar um jeito de descontar isso do salário com ameaças de demissão.

    ResponderExcluir
  2. Não se retoma a economia tirando dos trabalhadores, mas sim, das empresas que sonegam os impostos devidos... Se todos os trabalhadores aceitarem este absurdo, será uma lástima para todos.

    ResponderExcluir
  3. Eita falta faz o Binladem pra ir naquela Brasília e por a cambada tudo dormir nas estrelas

    ResponderExcluir
  4. Eles querem mais dinheiro pra roubar so isso

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.