Feira do Transporte projeta R$ 140 milhões em negócios

As potencialidades do Transporte Rodoviário de Carga - TRC do Oeste catarinense impressionam o marcado nacional de caminhões e implementos rodoviários. A realidade do setor foi mostrada no pré-lançamento da FETRANSLOG - Feira do Transporte e Logística de Santa Catarina a ser realizada em Chapecó de 17 a 19 de outubro. A expectativa é o evento contar com 110 expositores, 150 marcas, atrair 15 mil visitantes/empresários e fechar negócios na faixa de R$ 140 milhões.
O ato de apresentação da feira reuniu autoridades, lideranças empresariais, expositores, convidados e imprensa. Tendo como local o Hotel Mogano Premiumm, foi aberto com exibição da marca, seguido de projeção de áudio visual e assinatura de acordo de cooperação. O documento tem assinatura do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcio Sander, e do presidente do Sitran - Sindicato das Empresas de Transporte de Carga e Logística de Chapecó (promotor da feira), Deneraci Perin. Aprovado pelo Conselho Municipal de Turismo, o acordo isenta o pagamento de taxa de locação de toda a estrutura do Parque de Exposições Tancredo Neves - EFAPI, para a realização da mostra.
A FETRANSLOG, excelência em mostra desta natureza e única do gênero em Santa Catarina, oferece aos expositores 6.500 m² de área com total infraestrutura. As opções de espaços atendem todas as necessidades e serão locados com valores de R$ 78,00 e R$ 212,00 por m². A feira é realizada para promover, fortalecer, difundir, dar maior projeção e visibilidade ao setor e ao Sitran. Vai aquecer a economia do Município, o turismo de negócios e estimular a capacidade empreendedora do TRC regional.
Robustez econômica - As potencialidades da região, um dos maiores mercados de caminhões do país, se constituem no maior apelo à vinda de expositores, além de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo. O grande Oeste possui 6.134 empresas em atividade com uma frota de 40 mil caminhões, representando 37% da capacidade instalada no Estado. O 2º maior polo de empreendimentos do setor, no estado, está em Chapecó com 698 empresas. O TRC, em Santa Catarina, responde por 85,37% da totalidade dos modais disponíveis.
O presidente da CCO Deneraci Perin pediu para que “saibamos aproveitar” as oportunidades ofertadas neste ano em que a economia se mostra “mais forte e mais sólida”. O prefeito Luciano Buligon enalteceu a pujança do Oeste, construída também pelos transportadores. Até muitas vezes ignorando dificuldades o setor faz com que esta região “tenha respeito e admiração” no cenário nacional. A secretária executiva de Desenvolvimento Regional Chapecó Astrit Tozzo (representou os governadores licenciado Raimundo Colombo e em exercício Eduardo Pinho Moreira) elevou a iniciativa “própria de grandes empreendedores que merecem todas as referências elogiosas possíveis”.
Já o coordenador geral, Ivalberto Tozzo, lembrou que a feira esteve ameaçada de não acontecer. No entanto, o empresariado que faz da região uma das maiores potências econômicas da Região Sul do Brasil no TRC, mesmo diante de um horizonte econômico adverso, assumiu “com muita coragem a responsabilidade” a missão de criar nova marca e executar o evento. 
Ao divulgar a Comissão Central Organizadora - CCO com 32 integrantes em suas nove comissões setoriais, Tozzo destacou que “para se ter noção do vigor representativo do segmento” somente o grupo que forma a CCO “mantém frota superior a 5.000 caminhões”. Diante de tamanha força econômica, ele projeta que a FETRANSLOG será a segunda maior feira do país e a maior da América Latina, no setor de implementos rodoviários frigorificados. 
FONTE: Divulgação 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário