8 recomendações para caminhoneiros que forem percorrer a BR-163 no Pará

Sabe-se que a colheita da safra 2017/2018 já começou, entretanto, a expectativa de uma grande produção vêm acompanhada da lembrança das dificuldades enfrentadas pelos caminhoneiros na BR-163/PA durante o escoamento da produção no último ano.
Chuvas frequentes, atoleiros, filas de caminhões e perdas passando da casa de milhões de reais marcaram um trecho de 100 km da rodovia federal que liga a divisa do estado do Mato Grosso a cidade de ao porto de Miritituba no Pará. 

LEIA: BR 163: o retrato do caos logístico nas estradas do país
LEIA: Caminhoneiros estimam perdas de R$ 50 milhões com atoleiros na BR-163 no Pará
LEIA: A gente morre na BR-163


Apesar do caos logístico vivido no último ano, as promessas são de melhorias e redução dos prejuízos para o transporte durante a colheita da safra deste ano. Para o cumprimento deste objetivo um força tarefa composta pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Polícia Rodoviária Federal e o Exército Brasileiro iniciaram o monitoramento diário do trecho da rodovia que corta o estado do Pará. 

LEIA: Força-tarefa começa a monitorar escoamento da safra na BR-163/PA

Dentre as ações implantadas pelo grupo estão, a  inspeção diária da rodovia para atuação preventiva ou emergencial, o monitoramento e controle de tráfego para garantir a segurança dos motoristas e um sistema de informação com ampla divulgação.
Para garantir o transporte e a segurança, o DNIT, a PRF e o Exército estabeleceram 8 recomendações para os motoristas que forem percorrer o trecho considerado como crítico da BR-163/PA, confira: 

1 - Respeite as orientações dos Agentes de Trânsito do DNIT
2 - Evite transitar sob chuva forte em trechos não pavimentados 
3 - Caso haja necessidade de parar, aguarde no acostamento ou estacione no pátio de operação mais próximo
4 - Nunca provoque o bloqueio da rodovia através de filas duplas
5 - Nos trechos em obras ou em terra não ultrapasse os 40 km/h
6 - Evite ultrapassagens nos trechos de terra 
7 - Evite trafegar próximo ao veículo da frente
8 - Procure trafegar durante o dia com mais segurança 
Obras
Além de todas as recomendações descritas acima é fundamental redobrar a atenção no trecho não pavimentado de 100 km (65 km entre Novo Progresso (PA) e Igarapé do Lauro (PA) e 35 km entre Vila Planalto e o entroncamento com a BR-230) devido as obras de pavimentação que estão sendo executadas pelo Exército Brasileiro .
A previsão é de que a rodovia esteja totalmente pavimentada até o final de 2018. As obras começaram a ser executadas após o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil repassar R$ 128,5 milhões ao Exército para pavimentar os 100 km da rodovia.

LEIA: Exército assume pavimentação da BR-163
LEIA: Ações do Exército visam garantir trafegabilidade na BR-163 no Pará


BR-163 em tempo real 
As condições de tráfego da BR-163 no Pará podem ser acompanhadas em tempo real através de um site exclusivo disponibilizado pelo DNIT. No portal podem ser encontradas recomendações, boletins diários sobre as condições da rodovia, previsão do tempo e pontos de bloqueio ou com tráfego liberado. Confira: https://www.br163pa.com/

TEXTO: Lucas Duarte

Blog Caminhões e Carretas
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário