Quatro montadoras confirmam presença na Fenatran 2017

A 21ª edição do Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas (Fenatran) começa 2017 trazendo novidades e demonstrando uma recuperação no fôlego frente a última edição em 2015. 
Dentre as novidades destaca-se a data marcada para os dias 16 a 20 de outubro. Além disso a Fenatran está de casa nova, a edição de 2017 acontecerá no São Paulo Expo, mesmo local em que foi realizada a última edição do Salão do Automóvel. 
Tratando-se de expositores, a Fenatran 2017 já conta com presença confirmada de quatro montadoras, a Volvo e a DAF, que foram as únicas presentes na edição de 2015, a MAN e a Mercedes-Benz que retornam ao salão após ausência na última edição. A Ford, Iveco, Scania e Grupo PSA seguem em negociação com a Reed Alcântara Machado, empresa responsável pela organização da Fenatran. 
A confirmação e retorno das montadoras a Fenatran demonstra a grande expectativa e a confiança na retomada do crescimento econômico, traduzindo-se em aumento de produção e vendas. Estima-se um crescimento de 6,5% no mercado de caminhões em 2017. 
O setor de implementos rodoviários que foi o grande destaque da edição de 2015 ainda não confirmou presença na Fenatran de 2017, mas segundo informações a Randon, Guerra, Noma, Librelato, Facchini e Truckvan, entre outras já estão negociando a participação. 
A expectativa é de que a Fenatran 2017 tenha cerca de 370 marcas nacionais e internacionais divididos em mais de 130 mil metros quadrados de exposição e experiência. 

TEXTO:
Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. A DAF segundo matérias anteriores, deverá apresentar o XF 105 para aplicação fora de estrada que já está em desenvolvimento local. Quem sabe uma configuração dele 8x2. Tem o LF que seria produzido este ano, e relataram que poderiam fazer o CF chassi.

    A MAN poderia fazer o TGX chassi curto como criou via adaptação para uma transportadora com teto baixo configuração 8x2. Pelo que entendi, acho que era um Constellation 8x2 com cabine MAN TGX, pois parte da mecânica da linha pesada já é MAN.

    Com autorização do CONTRAN/DENATRAN para CVCs até 91t e onze eixos exigindo estudos para serem concluídos em três meses, penso que surgiram para algumas opções mais potentes e os que ainda não ofertam, redução nos cubos para elevar a capacidade de tração.

    ResponderExcluir