Caminhões autônomos podem deixar 80% dos caminhoneiros desempregados

Na última semana o governo americano divulgou um novo relatório sobre os efeitos da automação e da inteligência artificial no mercado de trabalho. O relatório traz como destaque números alarmantes de desemprego no setor de transporte caso os caminhões autônomos sejam empregados. 
Segundo o documento da Casa Branca, motoristas de ônibus escolares serão o grupo de profissionais menos afetados pelo emprego da automação, estima-se uma redução de 30 a 40% dos postos de trabalho para esses profissionais. Já para os motoristas de caminhões leves ou de entrega a estimativa é de uma redução de 20 a 60% dos postos de trabalho. 
O cenário mais grave encontra-se no transporte rodoviário de cargas em longas distâncias, estima-se que o uso dos caminhões autônomos possa deixar de 80 a 100% dos motoristas carreteiros desempregados. O relatório afirma que 1.342.620 de 1.678.280 postos de trabalhos serão perdidos devido ao avanço da tecnologia. 
A perda acentuada no número de postos de trabalho é atribuída ao "prêmio salarial" que os caminhoneiros recebem em comparação com outras profissões do mesmo nível de escolaridade. Ou seja, o emprego de caminhões autônomos reduzirá de forma significativa os custos de mão-de-obra das transportadoras. Além disso os motoristas que procurarem novas funções dificilmente terão uma remuneração semelhante a anterior. 
Outra consequência da automação apontada pelo relatório é a disparidade de renda no país, uma vez que as riquezas ficarão concentradas nas mãos dos empresários que serão capazes de substituir o trabalho humano por robôs, ou seja, a grande maioria dos benefícios econômicos irá para uma pequena parcela da população. 
Por fim o relatório aponta como solução para o desemprego em massa, é a especialização desses profissionais na área de automação, para que sejam capazes de desenvolver e gerenciar essas novas tecnologias.
Estima-se que a partir da próxima década seja possível encontrar caminhões autônomos pelas rodovias. As pesquisas e desenvolvimento estão em estágio avançado principalmente nos Estados Unidos e na Europa. Recentemente um caminhão autônomo realizou sua primeira entrega por meio de uma rota de 200km.

LEIA: Caminhão que dirige sozinho leva carga de cerveja em 1ª viagem

Confira na íntegra o relatório do governo americano (em inglês): CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte
Blog Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

5 comentários:

  1. no na cabeça dos loucos um caminhao vai andar sem motorista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pura palhaçada,sem nem aviao que é mais sofistificado voa sem o ser humano,imagine caminhao,e os trens que andam sobre trilhos?vao caçar materia que presta senhores

      Excluir
  2. Até lá o custo de um Caminhão autônomo cai! É a mesma coisa que quando se falava em caminhão com Câmbio Automatizado! Avia receio! E hoje à uma preferência enorme por Caminhão Automatizado pelo conforto em dirigir! Até lá eu compro um Caminhão Autônomo! Quando eu tiver cansado é só ativar o Piloto Automático é deixar o Caminhão dirigir sozinho enquanto eu tiro uma soneca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até lá eu compro um VOLVO FH Autônomo!

      Excluir
  3. nem os trens de carga sao autonomos , quem dira caminhoes ....

    ResponderExcluir