Tarefa para Gigantes

Transportar o primeiro rotor de geração da energia de Belo Monte, saindo de Araraquara (SP), onde foi fabricado, até o rio Xingu (PA), foi uma tarefa sem precedentes, por terra, mar e rio. Para a parte terrestre, a Andritz fabricante do componente, contratou a Transdata, empresa de SP especializada em transportes de alta complexidade.
A composição tem 108 m de comprimento, com implemento de dois conjuntos de 18 linhas de eixo cada, uma soma de 288 pneus. O rotor tem 8,80 m de diâmetro e 5,05 m de altura. Para tracionar, três caminhões FH 750, os mais potentes do mundo, em operação sincronizada. O trajeto Araraquara - Santos (370 km), levou 31 dias para ser cumprido. A razão é a baixa velocidade (10km/h) e a restrição para rodar em horários de grande tráfego.
Megaoperações de transporte envolvem planejamento prévio de engenharia. Estudos detalhados determinam o que deve ser feito em obras civis, adaptações da rede elétrica e outros cabos, possibilidade de trajetos na contramão, reforços em viadutos e pontes etc.
E tudo deve se repetir em breve. Ao longo de 2016, a Andritz vai entregar a Belo Monte mais quatro rotores iguais. 
FONTE: Volvo 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário