Contran estabelece requisitos para carrocerias de madeira

O Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) publicou ontem (28/03) a Resolução nº 588, que estabelece requisitos mínimos de segurança para carrocerias de madeira e altera o texto da Resolução nº 552 de setembro de 2015. 
Em setembro de 2015 o Contran publicou a Resolução nº 552 que regulamentou a amarração de cargas, por meio de uma série de regras e requisitos mínimos. Após a publicação, a utilização de dispositivos de amarração em pontos constituídos de madeira ou, mesmo sendo metálicos, que estejam fixados na parte de madeira da carroceria passou a ser proibido. Diante disso, as carrocerias de madeira passariam a ser inviáveis e poderiam estar com os dias contados. 

LEIA: Contran estabelece novas regras para a amarração de cargas

Agora a Resolução nº 588  vêm com o objetivo de evitar essa inviabilidade e até o fim das carrocerias de madeira. Segundo o texto, as novas carrocerias de madeira deverão ter obrigatoriamente chassis e travessas metálicas. Fica estabelecido ainda que não serão considerados pontos de fixação as guardas laterais e o piso, se estes pontos de amarração forem fixados somente na madeira (sem contato com as travessas ou o chassi).
Já para as carrocerias em circulação uma alteração será necessária. A resolução 588 determina a adição de perfis metálicos em "L" ou "U" aos dispositivos de amarração nos pontos de fixação, fixados nas travessas da estrutura por parafusos. O objetivo dessa alteração é permitir a soldagem de ganchos nos perfis e garantir a resistência necessária. 
Resumindo, o risco de extinção das carrocerias de madeira não existe mais, porém o custo de uma carroceria nova deve aumentar, devido as novas exigências. 

CONFIRA NA ÍNTEGRA A RESOLUÇÃO: Clique aqui

TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário