Librelato inaugura nova unidade industrial em Içara (SC)

Libelato/Divulgação

Nova unidade industrial otimizará o processo de montagem final dos implementos; ao todo, implementadora catarinense investiu 46 milhões de reais

Google News
A Librelato inaugurou nesta semana uma nova planta industrial em Içara (SC). Com 11.390m² de área construída e 40.000m² de pavimento em concreto pré-moldado, o novo espaço está localizado ao lado da sede administrativa da Librelato e foi planejado para otimizar o processo de montagem final dos implementos. Ao todo, a implementadora investiu 46 milhões de reais, sendo 24 milhões destinados à nova planta industrial e 22 milhões para melhorias na área de automação industrial e processos internos.


Esse trabalho acontecia, até então, em duas plantas. Daqui para frente, ele será facilitado, pois todos os produtos em fase de montagem final e finalização para entrega irão para esse novo local, que tem capacidade para receber diariamente 90 implementos e gerar 600 novos empregos diretos no decorrer de 2023, considerando 140 contratações imediatas. Esse feito será muito positivo para a empresa, pois trará maior produtividade e qualidade à operação”, explica o CEO da Librelato, José Carlos Sprícigo.

Com a abertura da nova planta, a Librelato passa a contar com quatro unidades industriais, três delas em Içara (SC) e uma em Criciúma (SC).


Fábrica sustentável
A nova unidade industrial da Librelato está totalmente alinhada com as boas práticas de ESG e da Indústria 4.0. Prova disso é a adoção de soluções sustentáveis que minimizam os impactos ambientais, por exemplo, o sistema de iluminação natural Domus Linealight, que utiliza telhas translúcidas em policarbonato. A solução proporciona conforto térmico ao ambiente e bem-estar aos profissionais, além de gerar economia de energia elétrica. A empresa também prevê a instalação de painéis fotovoltaicos para geração de energia solar.

A sustentabilidade da nova planta industrial também é reforçada pela presença de um sistema de reutilização de água das chuvas dotado de cisternas para reserva técnica e tratamento, com capacidade diária de armazenamento de 40 mil litros. Com o aproveitamento, a planta não utilizará a rede de abastecimento de água externa.


Postar um comentário

0 Comentários