Buonny encerra 2022 com mais de R$ 279 milhões de prejuízos evitados a transportadores

Divulgação

Empresa ainda registra crescimento de 18% em seu lucro líquido, em comparação com 2021

Google News
A Buonny, maior gerenciadora de riscos da área de transportes e logística do país, finalizou 2022 com crescimento e evolução. A empresa, que passou a fazer parte do ecossistema nstech, em dezembro de 2020, além de registrar lucro líquido de 18% e EBTIDA 9% maior do que em 2021, evitou mais de R$ 279 milhões de prejuízos nos últimos 12 meses, por meio da Buonny Check.


Trata-se de uma solução de inteligência artificial, que faz reconhecimento facial das fotos dos documentos de motoristas e, dessa forma, consegue saber se clonadores estão se passando por motoristas profissionais para desviar cargas.

A modalidade tem crescido, mas nos antecipamos há alguns anos com a criação dessa tecnologia pioneira e, desde então, evitamos milhões de prejuízos a nossos clientes”, diz Eliel Fernandes, CEO da Buonny.

No período, foram identificados 383 clonadores e 1.686 clonagens evitadas. Além disso, a Buonny Check fechou o ano com 372 mil consultas e 99 mil pesquisas a mais do que em 2021.


Recuperações
Ainda durante o ano, 16 cargas foram recuperadas, que representam mais de R$ 7 milhões em mercadorias longe das mãos dos assaltantes. No total, 450 mil viagens foram monitoradas a mais do que em 2021.

Esses últimos dois anos foram muito importantes para nosso crescimento e também para fortalecer, ainda mais, a tecnologia para prevenção de acidentes, roubos/furtos de carga e combate a clonagem de documentos. Ver tantos resultados positivos só mostra que estamos no caminho certo para crescer mais e continuar a fazer a diferença no mercado de transporte e logística”, finaliza Eliel.

FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários