Usicamp apresenta a maior e mais completa linha de implementos com Piso Móvel

Novos Semirreboques Piso Móvel Usicamp com 4º eixo contam com capacidade para até 38 toneladas de carga líquida | Foto: Usicamp/Divulgação

Semirreboques 4º eixo com capacidade volumétrica de 53 m³ a 105 m³ e um inédito Bitrem com descarga lateral no primeiro compartimento são os novos destaques da linha Piso Móvel Usicamp; fabricante estará na Fenatran 2022

Google News
Em total sintonia com as principais demandas do transporte rodoviário de cargas brasileiro, a Usicamp, fabricante paranaense de implementos rodoviários, segue investindo no desenvolvimento de um portfólio completo de soluções que priorizam a alta capacidade operacional sem abrir mão da economia, segurança e qualidade. Prova disso, são as novidades da maior e mais completa linha de Implementos Rodoviários com Piso Móvel, os novos Semirreboques Agrícolas com 4º eixo e o primeiro Bitrem Piso Móvel com descarga lateral no compartimento dianteiro.

Ofertada com capacidade volumétrica para 53 m³ ou 60 m³ (13,50 m de comprimento), 73 m³ (14 m de comprimento), 78 m³ (14,90 m de comprimento) 92 m³ (14,80 m de comprimento) e até 105 m³ (15,10 metros de comprimento), a inédita gama de Semirreboques Piso Móvel com 4º eixo se destaca não só pela ampla capacidade de carga e variedade de configurações, mas também pela significativa segurança no processo de descarga, especialmente quando comparada com Graneleiros e Basculantes, bem como pelo curto período de tempo necessário para a conclusão do descarregamento, apenas de 10 a 20 minutos, graças ao emprego das Unidades Hidráulicas produzidas pela norte-americana, HALLCO.


"No desenvolvimento do Semirreboque 4º eixo, tivemos o cuidado de tentar entender exatamente os benefícios que está nova configuração necessitaria para conseguirmos ficar muito próximo do que o mercado já possui. Inicialmente trabalhamos com uma cubagem de 53 m³, pois nossa intenção era possibilitar a mesma carga que os basculantes possuíam neste início de mercado, tendo a mesma tara como objetivo e o ganho operacional de zero risco de tombamento", revela Mauro Meneguetti, sócio proprietário da Usicamp. "Nosso objetivo foi muito bem alcançado. Com isso, enxergamos a possibilidade de aumentar o volume para agregar mais ainda para o cliente final, tendo um semirreboque com 60 m³ e tara de 11.500 kgs, condicionando 38 toneladas para o carregamento. Dessa forma, ficamos com o volume do graneleiro e a tara do basculante", completa.

Pautada pela inovação e com o objetivo de ir além das soluções já existentes no segmento, a Usicamp também revela ao mercado o primeiro Bitrem Piso Móvel com descarga lateral no semirreboque dianteiro. "O Bitrem Cavaqueiro já é uma demanda antiga, porém conseguimos apresentar essa solução com descarga lateral de forma inédita", destaca o executivo.


Também equipado com as Unidades Hidráulicas HALLCO, o inédito Bitrem Piso Móvel com descarga lateral desenvolvido pela Usicamp é oferecido inicialmente em versões com capacidade volumétrica de 120 m³ (25 m de comprimento) e 130 m³ (30 m de comprimento). "Iremos atender a necessidade de cada cliente, este tem sido o nosso principal diferencial neste mercado. Podemos desenvolver várias cubagens dependendo dos produtos a serem transportados e seus pesos específicos. Para os produtos mais concentrados deverão ficar entre 25 a 27 metros de comprimento quando engatados, já para os volumosos, quanto maior, melhor", revela Mauro.

Além da segurança em relação aos basculantes e graneleiros, a solução da Usicamp também se destaca por dispensar o desengate do conjunto para a realização da descarga de cada um dos semirreboques, ou seja,  tanto o compartimento dianteiro, quanto o traseiro, podem ser descarregados forma rápida, segura e até mesmo simultaneamente em um tempo médio de apenas 30 minutos.

Bitrem com Piso Móvel Usicamp permite o descarregamento sem o desengate do conjunto | Foto: Usicamp/Divulgação

Meneguetti lembra ainda que os Implementos Rodoviários com Piso Móvel já são uma solução bastante consolidada e utilizada no exterior. Em relação ao mercado brasileiro, o executivo visualiza um horizonte promissor, graças a infinidade de aplicações que também podem operar com a tecnologia.

"Mostrar que o Piso móvel não é apenas para biomassa e produtos volumosos é o nosso principal desafio. Estamos em constante melhoria dos nossos projetos para ofertar e apresentar soluções aos nossos clientes que atendem uma gama muito grande de culturas. A tecnologia já está muito bem consolidada no transporte de soja, milho, ddgs, caroço algodão, silagem, esterco, entre outros. Além destes produtos mais simples, já utilizamos o equipamento para descarga de calcário, e o resultado foi bastante satisfatório", revela o executivo. "O mercado é muito grande e estamos nos preparando para ter as soluções ideais em cada necessidade, saindo da consolidada biomassa, para nutrição animal, farelos, grãos, insumos agrícolas, minérios, entulhos e até lixo. A Usicamp continuará investindo e apostando nestes mercados até isso se consolidar nos próximos anos", conclui Mauro Meneguetti.


Usicamp na Fenatran 2022
Conjunto personalizado será o destaque no estande da Usicamp na Fenatran 2022 | Foto: Usicamp/Divulgação
Presente na 23ª edição da Fenatran, a maior feira de transporte rodoviário de cargas e logística na América Latina, que acontecerá de 07 a 11 de novembro no São Paulo Expo, a Usicamp terá como principal destaque em seu estande (D203), a maior e mais completa linha de implementos rodoviários com sistema de Piso Móvel, composta por Semirreboque 3 eixos, Semirreboque 3 eixos distanciados, Semirreboque com 4° eixo, Rodotrem e Bitrem com descarga lateral.

Durante o evento, o portfólio completo será representado por um Semirreboque Piso Móvel com 4° eixo exclusivo e totalmente personalizado, atrelado a um cavalo mecânico, também customizado. Segundo a fabricante paranaense, o conjunto, que conta com capacidade para transportar até 38 toneladas de carga líquida, estará disponível para comercialização durante a feira.


Postar um comentário

1 Comentários

  1. Será que um autônomo consegue pagar uma carreta desta? Duvido que no puxa da soja consiga.

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, palavras de baixo calão, desrespeito ou ofensas não serão toleradas e autorizadas nos comentários.