V8 770: Scania venderá caminhão mais potente do mundo no Brasil

Scania/Divulgação

Novo portfólio de caminhões para o Brasil também contará com a versão de 660 cv e 3.330 Nm de torque; modelos serão produzidos em São Bernardo do Campo (SP)

Google News
Antecipando as novidades que estarão na 23ª Fenatran – Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga - e que farão parte do novo portfólio de produtos a partir de 2023, a Scania acaba de surpreender o mercado brasileiro de caminhões com o anúncio de atualização dos consagrados e poderosos extrapesados equipados com motores V8.


Em total sintonia com o que já comercializado no mercado europeu, o mercado brasileiro contará oficialmente com o caminhão mais potente do mundo produzido em série, o Scania V8 de 770 cv e impressionantes 3.700 Nm de torque. Segundo a marca, o novo gigante que será produzido no Brasil terá como foco principal o atendimento das operações de transporte de cargas indivisíveis, transporte de cana-de-açúcar, rodoviário e até mesmo o segmento de mineração, sendo este último através da versão 10x4 que poderá ser equipada com  o propulsor de seis cilindros em linha. 


No ‘cartão de visitas’ do R 770 V8 está escrito “eu sou o caminhão mais potente do mundo no segmento rodoviário” e agora estará disponível no Brasil fazendo história”, comenta Marcelo Gallao, diretor de Desenvolvimento de Negócios da Scania no Brasil. 

A versão de 770 cavalos de potência não é a única novidade da gama Scania V8 a partir de 2023. O mercado brasileiro também contará com o propulsor de 660 cv e 3.330 Nm torque, também capaz de atender as aplicações mencionadas anteriormente e que exigem velocidades médias mais altas e desempenho inigualável em trechos com diferentes topografias ao longo da rota.


Segundo a própria Scania, os novos motores V8 não se destacarão apenas pela elevada potência e torque significativo. Quando comparado com as versões Euro 5, os novos propulsores estão 2% mais econômicos, característica que na ponta do lápis se traduz em maior rentabilidade para o transportador brasileiro.

Apesar de confirmar a produção e comercialização dos caminhões mais potentes do mundo no Brasil, a Scania ainda não revelou os preços. 


Scania/Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários