DNIT conclui duplicação de mais um trecho da BR-381/MG

DNIT/Divulgação

Conclusão dos trabalhos na região de Antônio Dias (MG) possibilitou a liberação tráfego de veículo foi liberado na ponte do Severo e no viaduto sobre a Estrada de Ferro Vitória a Minas 

Google News
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) finalizou e entregou neste mês, a duplicação de mais um trecho do lote 3.1 da BR-381/MG. Com a conclusão dos serviços, o tráfego de veículo foi liberado na ponte do Severo e no viaduto sobre a Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), ambos no km 295, no município de Antônio Dias (MG).

Segundo o órgão subordinado ao Ministério da Infraestrutura, R$ 75 milhões foram investidos nas melhorias que aprimoram as condições de trafegabilidade e garantem maior segurança aos usuários. A ponte sobre o Ribeirão Severo I possibilita a eliminação de pontos críticos na rodovia, como as curvas da pista antiga. Já o viaduto sobre a Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) concilia o tráfego rodoviário ao ferroviário em um dos trechos importantes para o escoamento da produção do Vale do Aço.


Lotes de duplicação
Atualmente o DNIT é responsável por quatro de um total de 11 lotes das obras de duplicação e melhorias na BR-381/MG no trecho de 303 quilômetros localizado entre Belo Horizonte e Governador Valadares, na região leste de Minas Gerais.

Com 13 quilômetros de pistas duplicadas e liberadas para os usuários, o lote 3.1 está 90% concluído. O empreendimento, tem 28,6 quilômetros de extensão.

Já os lotes 3.2 e 3.3, relativos à implantação dos túneis do Piracicaba, Antônio Dias e Prainha foram concluídos. O lote 7, com extensão de 37,5 km, também está 100% duplicado.


Rodovia fundamental
A BR-381/MG é considerada uma rodovia estratégica para o desenvolvimento da economia da região. Ao longo do segmento, estão importantes cidades como Governador Valadares, Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo e João Monlevade, além do maior pólo siderúrgico da América Latina. A duplicação também facilitará o acesso ao complexo portuário de Tubarão (ES) e o fluxo de importação/exportação.


Postar um comentário

1 Comentários

  1. Daqui a pouco vem a chuva e desmancha tudo, acaba com tudo...

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, palavras de baixo calão, desrespeito ou ofensas não serão toleradas e autorizadas nos comentários.