Facchini

Randon New R

Dia do Empreendedor: Dicas para o caminhoneiro empreender com eficiência

aleksandarlittlewolf/Freepik

Especialista do Target Bank explica as vantagens de se tornar MEI

Google News
Dono do próprio negócio. Em busca de mais liberdade e uma situação financeira melhor, muitos caminhoneiros optam em trocar a estabilidade do emprego para comandar sua própria empresa. O trabalho autônomo, no entanto, requer muita força de vontade. Além da forte concorrência, o caminhoneiro terá que estar por dentro de todas as atividades que rondará o seu negócio, uma vez que ele será o responsável por todos os processos de administração, organização e planejamento. Amanhã dia 05 de outubro é Dia do Empreendedor e especialistas do Target Bank, primeira e única plataforma de serviços financeiros e de gestão para o setor logístico, dá dicas para o caminhoneiro gerir melhor o seu negócio.
 
O primeiro passo para o caminhoneiro autônomo ter uma boa gestão do seu negócio é se profissionalizar. Desde março deste ano, a categoria pode aderir ao cadastro de Microempreendedor Individual (MEI); uma modalidade simplificada de negócio”, destaca William Rego, CEO do Target Bank. “Com sua formalização, o trabalhador passa a ter o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), para poder emitir notas fiscais e ter acesso a diversos benefícios do INSS. Tudo isso por um custo baixo mensal e sem burocracia”.
 
A adesão de caminhoneiros ao MEI foi criada por uma lei complementar, sancionada no final do ano passado. A legislação permite que os caminhoneiros se inscrevam como MEI ainda que tenham um faturamento maior do que o teto das demais categorias incluídas no regime simplificado. Para acesso ao MEI, as outras categorias devem ter faturamento anual de até R$ 81 mil. Para o transportador autônomo de cargas, o limite da receita bruta chega a R$ 251,6 mil ao ano. No caso de início das atividades, o teto para o MEI Caminhoneiro é de R$ 20.966,67 multiplicado pelo número de meses entre o começo da atividade e o último mês do ano. O valor mensal da contribuição previdenciária dos caminhoneiros que façam parte do MEI será de 12% sobre o salário-mínimo, o que equivale a R$ 145,44.
 

O Caminhoneiro MEI passa a ter direito a: auxílio maternidade, no caso de motoristas mulheres, afastamento remunerado por problemas de saúde, direito à aposentadoria e ainda fica isento de tributos federais como PIS, Cofins, Imposto de Renda, IPI e CSLL. Outra grande vantagem é a facilidade na abertura de contas e o acesso facilitado a crédito com juros baixos. “O caminhoneiro, muitas vezes, precisa de capital de giro, ou seja, precisa adiantar o pagamento de despesas de viagem e só recebe pelo serviço dias, ou até mesmo meses depois, dependendo do tipo de carga, distância de entrega e natureza do negócio. Mas sempre foi uma classe carente de empréstimo. Com o MEI, fica mais fácil comprovar renda e pagamentos a receber, o que facilita nas tomadas de crédito”, explica William Rego.
 
No Target Bank, o caminhoneiro MEI tem acesso a diversos produtos financeiros como antecipação de recebíveis, financiamento de veículos usados, crédito para despesas de viagem e pagamento de combustível mais barato e com cashback em postos credenciados por todo o Brasil. Além disso, a plataforma conta com diversos canais informativos com conteúdos importantes para orientar os motoristas autônomos para uma melhor gestão do seu negócio. São diversos vídeos no Youtube - com temas como “Dicas para descobrir se a margem de lucro está boa ou não”, “Dicas para Economizar Combustível”, “O que é capital de giro e como calcular", “Como definir um valor justo de frete”, dentre outros assuntos importantes - o caminhoneiro ainda pode baixar o e-book MEI Caminhoneiro, que esclarece todas as dúvidas sobre o tema. Para ter acesso a todas as vantagens que o Target Bank oferece, o caminhoneiro precisa abrir sua Target Conta Digital. 

FONTE: Divulgação 

NOTÍCIA ANTERIOR PRÓXIMA NOTÍCIA