RaiaDrogasil investe em caminhões elétricos

RaiaDrogasil/Divulgação

Até o fim de 2022, operações logísticas da companhia contarão com 20 caminhões 100% elétricos; exemplares serão empregados no abastecimento das farmácias Droga Raia e Drogasil

Google News
Em total sintonia com a estratégia de sustentabilidade para 2030, a RaiaDrogasil (RD) segue atuando e investindo em ações que garantem a neutralidade global de carbono. Dentre as recentes iniciativas da empresa, destaca-se a aquisição de caminhões 100% elétricos para o abastecimento da rede de farmácias.


Os caminhões elétricos são veículos de baixa emissão de CO2 (dióxido de carbono) e, portanto, auxiliam no processo de descarbonização no transporte de cargas da RD. Ao trocar um caminhão convencional por um elétrico, deixamos de emitir 19,3tCO2e por caminhão”, ressalta Marcelo Schwed, Gerente de Planejamento e Desenvolvimento Logístico da RD. 

Neste primeiro momento, a gigante do varejo farmacêutico passou a contar com 10 exemplares, fornecidos pela Pontoon, Clean Tech referência em soluções inovadoras de descarbonização para empresas. Na primeira fase da operação, os novos caminhões sustentáveis estão sendo empregados em três Centros de Distribuição (CDs) no estado de São Paulo, localizados nos municípios de Embu, Guarulhos e Ribeirão Preto.


Além da aquisição dos caminhões, a RD também investiu em infraestrutura elétrica e de TI para adequar cada um dos Centros de Distribuição à nova tecnologia. Além disso, até dezembro de 2022, os CDs da RaiaDrogasil contarão com mais 10 caminhões elétricos, totalizando 20 unidades. “E também estamos estudando uma expansão prevista para os anos subsequentes”, afirma Marcelo. A expectativa da companhia de é que ao longo dos próximos anos, a logística sustentável esteja presente em todos os Centros de Distribuição da rede nos estados do RJ, MG, PR, RS, BA, PE, CE e GO.

O projeto leva a RD para o mesmo patamar de grandes players do mercado varejista, sendo a pioneira nessa inovação no varejo farmacêutico. “Essa é uma das frentes do nosso projeto de descarbonização, tendo em vista que em 2021 o transporte entre CDs e Farmácias foi responsável por 27% das emissões da RD”, conclui Marcelo.


Postar um comentário

0 Comentários